17nov/210

CCJ do Senado se reúne e Alcolumbre some

 Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado finalmente se reuniu nesta quarta-feira (17), mas o seu presidente Davi Alcolumbre (DEM-AP), não apareceu. Ele estaria viajando, segundo a assessoria.

Senadores aproveitaram a reunião da para cobrar novamente a definição de uma data da sabatina de André Mendonça ao Supremo Tribunal Federal (STF) e criticaram Alcolumbre, que foi substituído pelo vice, Antonio Anastasia (PSD-MG), no comando dos trabalhos.

A bancada do Podemos e outros senadores já pediram ao presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), também ausente, para afastar Alcolumbre a presidência da CCJ, após denúncias que o colocam no centro de um escândalo de peculato: seis ex-assessoras o acusam de ficar com mais de 90% dos seus salários.

O primeiro a abordar o assunto foi o senador Carlos Portinho (PL-RJ) quando a comissão deliberava sobre uma proposta de plebiscito para criação do Estado de Tapajós. Segundo Portinho, já se passaram mais de quatro meses da indicação feita pelo presidente Jair Bolsonaro, e a indefinição é constrangedora e injustificável. Ele lembrou que nem sequer um relator para o tema foi designado.

O senador Esperidião Amin (PP-SC) também reclamou da indefinição e alegou estar havendo “um descumprimento abusivo do Regimento Interno pelo titular da comissão”. Ele também se referiu a denúncias de irregularidades.

“Há coisas muito graves ocorrendo nesta Casa. Primeiro há notícias promovidas aqui de que o senador Alessandro Vieira [Cidadania-ES] notificou o Supremo de que a Polícia Legislativa estaria sendo usada para pressionar pessoas que teriam participado de rachadinha. Segundo: um requerimento de minha autoria e outro dos senadores Alvaro Dias [Podemos-PR] e Jorge Kajuru [Podemos-GO] foram apresentados e não foram sequer considerados protocolados por esta comissão. O que é isso? Estamos navegando num pântano. Não discuto nenhum outro assunto sem que saiba com que estou lidando. É uma coisa cavernosa. Tenho ojeriza ao olhar de paisagem. Estamos sabendo de coisas indevidas e as autoridades fazem olhar de paisagem?” indagou Amin.

 

Diário do Poder

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
17nov/210

Eleição: Hermeto “o queridinho da zonal”

Na Candangolândia o distrital reina absoluto na intenção de voto para 2022

Hermeto

O distrital Hermeto anda feliz da vida com os números das últimas pesquisas de intenção de voto na zonal 10. O parlamentar do MDB disparou dentro da região e caso continue bem avaliado em cidades como; Candangolândia, Bandeirantes, Riacho l e Il e Parkway, deverá ser um ponto de partida importante para sua reeleição.

Vale lembrar que aliados de primeira hora de Hermeto já vem orientando o distrital a melhorar sua relação dentro de sua base eleitoral (Polícia Militar) para que não haja surpresas na abertura das urnas o ano que vem.

Seguro morreu de velho!

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
17nov/210

Caixa começa a pagar Auxílio Brasil; calendário é o mesmo do Bolsa Família

Pagamento médio de R$217,18 será concluído no próximo dia 30

Caixa Econômica Federal - Foto: Agência Brasil/Reprodução

Cerca de 14,5 milhões de famílias começam a receber nesta quarta-feira (17) a primeira parcela do Auxílio Brasil.

As datas seguirão o modelo do Bolsa Família, que pagava os beneficiários nos dez últimos dias úteis do mês, com base no dígito final do Número de Inscrição Social (NIS).

Com valor médio de R$ 217,18 neste mês, a parcela de novembro começará a ser paga hoje para os beneficiários de NIS com final 1 e terminará no dia 30 para os beneficiários de NIS com final 0.

Assim como no Bolsa Família e no auxílio emergencial, o pagamento será feito pela Caixa Econômica Federal. O governo trabalha para que o programa chegue a 17 milhões de famílias nos próximos meses.

Quem recebia o Bolsa Família não precisará ir aos centros de Referência de Assistência Social (Cras) para refazer o cadastro. O Auxílio Brasil usará a mesma base de dados do antigo programa social. Apenas nos casos em que o usuário precisar atualizar informações, como mudanças na família e na documentação do responsável familiar há menos de dois anos, será necessário procurar o Cras para atualizar os dados.

Diário do Poder
Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
17nov/210

Luto na administração de Taguatinga

Adilson Teixeira (Chefão). Reprodução das redes sociais.

 

 

 

 

 

 

Faleceu na última segunda-feira (15), por complicações da Covid-19, Adilson Teixeira, conhecido como Chefão, que era a forma carinhosa que ele chamava os amigos. Adilson era Gerente de Manutenção e Conservação, da Administração de Taguatinga e tinha mais de 36 anos dedicados ao serviço público do DF.

Criador do “Grupo do Bem”, era querido por todos que o conheciam. Seu velório será nesta quarta-feira (17), o corpo será levado ao parque de serviços de Taguatinga, na QNG, às 11h e terá cortejo até o Cemitério de Taguatinga, na capela 2. O sepultamento será às 15h. Adilson deixa esposa e 4 filhos. Que Deus conforte amigos e familiares.

Conectadoaopoder

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn