5out/120

“A foto me deu o poder de ajudar as pessoas”, diz Kim Phuc

Protagonista de uma das fotos de guerra mais icônicas de toda a história, Kim Phuc sobreviveu a um bombardeio de Napalm durante a guerra do Vietnã, há 40 anos. Essa semana ela virá a Florianópolis para participar do 8º Congresso Brasileiro de Queimaduras, que será realizado junto com o 1º Simpósio Internacional Wound Care, entre 10 e 13 de outubro no Hotel Majestic.

Apesar de ter sido desenganada pelos médicos, Kim sobreviveu às queimaduras que atingiram 55% do seu corpo e fez do seu objetivo de vida ajudar crianças que foram feridas em conflitos armados, como ela mesma. Para isso ela hoje tem a Kim Foundation e viaja o mundo contando sua história.

— Hoje o tratamento para queimaduras é muito menos doloroso do que na época em que eu fui ferida. Sou muito grata às pessoas que descobriram novos tratamentos.— declarou por telefone, do Canadá, onde mora. Segundo Kim, a foto se tornou tão famosa que lhe deu o poder de ajudar as pessoas através do seu exemplo de superação. Informações do Diário Catarinense.