23out/120

Bombeiros combatem incêndio em galpão na região da Estrutural, no DF

Cerca de 70 bombeiros trabalharam no combate às chamas. 80% da edificação foi queimada; não há feridos, segundo bombeiros.

Do G1 DF

Bombeiro em escada magirus despeja água sobre chamas em depósito de brinquedos na Estrutural, no Distrito Federal, na tarde desta terça-feira (23) tarde  (Foto: Káthia Mello/G1)Bombeiro em escada magirus despeja água sobre chamas em depósito de brinquedos na
 Estrutural, no Distrito Federal, na tarde desta terça-feira (23)  (Foto: Káthia Mello/G1)

Um incêndio atingiu um galpão localizado na Estrutural, no Distrito Federal. O fogo, que teve início por volta das 14h, provocou o desabamento do teto do galpão. O local funcionava como depósito de uma loja de brinquedos e, segundo os bombeiros, o material estocado é inflamável.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, ninguém ficou ferido. Quando as chamas começaram, havia pessoas trabalhando no local, mas todos conseguiram deixar o prédio. A assessoria de comunicação do Corpo de Bombeiros informou que 80% do edifício foi queimado. Um laudo técnico da corporação deverá ser concluído em até 30 dias e apontará as causas do acidente.

Bombeiro dentro de depósito de fábrica de brinquedo na Estrutural, no DF, destruída pelo fogo nesta terça-feira (23)  (Foto: Káthia Mello/G1)Bombeiro dentro de depósito de loja de brinquedos na Estrutural,
no DF, destruída pelo fogo nesta terça-feira (23) (Foto: Káthia Mello/G1)

Pouco mais de uma hora após o início do fogo, a Defesa Civil do DF já havia interditado o prédio. Segundo o subsecretário do órgão, Sérgio Bezerra, será feita uma investigação para detectar se a construção estava regular e se a edificação possuía habite-se. O laudo deverá ser concluído em 30 dias. "O que está nos causando estranheza é que aparentemente a estrutura não está terminada e a gente não sabe se tem o habite-se. Nós recomendamos que os bombeiros não trabalhem dentro do local porque há risco de desabamento. O prédio fica interditado até a apresentação de um laudo técnico mais profundo", disse.

O galpão pertence à loja de brinquedos Ciatoy. De acordo com um representante da empresa que esteve no local mas não quis ser identificado, não havia ninguém trabalhando dentro do galpão na hora do incêndio. Ele informou que a empresa estava em processo de mudança e o galpão ainda estava sendo instalado.

Bombeiros trabalham no combate a pequenas chamas no interior do galpão  (Foto: Káthia Mello/G1)Bombeiros trabalham no combate a pequenas chamas no interior do galpão
(Foto: Káthia Mello/G1)

Testemunhas disseram aos bombeiros que o local já funcionava com funcionários trabalhando há cerca de duas semanas. O tenente-coronel dos bombeiros, Rogério Ribeiro Alvarenga, disse que já solicitou informação sobre registro de vistoria do Corpo de Bombeiros no galpão. Segundo ele, os bombeiros pediram que a administração da Estrutural informasse sobre o alvará de funcionamento do depósito.

Por volta de 16h30, os bombeiros ainda tentavam controlar pequenas chamas no interior do galpão e jogavam água no muro em volta do prédio, para evitar que o fogo se alastrasse para outras edificações próximas ao local. Os bombeiros não tinham previsão de término dos trabalhos no local.
Cerca de 70 homens de pelo menos nove quartéis trabalharam no combate às chamas. O incêndio foi considerado de grande proporção. A fumaça pôde ser vista de diferentes pontos do Distrito Federal, como a Estrada Parque Taguatinga-Guará (EPTG) e a entrada do Parque da Cidade pelo Sudoeste.