29jul/120

Deputado distrital gasta mais de R$ 6 mil por mês com combustível

Rôney Nemer (PMDB) diz que valor é usado para abastecer 16 veículos. Verba indenizatória subiu 77% no começo do ano, chegando a R$ 20 mil.

 Do G1 DF

 LevaDistrital gasta R$ 6 mil com combustível (CLDF/Reprodução)ntamento feito pela reportagem do DTFV mostra que o deputado distrital Rôney Nemer (PMDB) gastou R$ 37 mil da verba indenizatória com combustível – uma média de mais de R$ 6 mil por mês. Com esse dinheiro é possível comprar 13 mil litros de gasolina e rodar, em média, 130 mil quilômetros.

Procurado pela reportagem do DFTV, Nemer afirmou que o valor corresponde ao combustível usado no carro dele e de mais 15 assessores.

Eliana Pedrosa (PSD) foi a segunda que mais gastou com combustível no primeiro semestre, quase R$ 32 mil. A deputada afirmou que os gastos se justificam porque ela visita periodicamente todas as cidades do DF.

saiba mais

Wasny de Roure (PT) apresentou a terceira maior despesa: foram R$ 28,7 mil com combustível nos primeiros seis meses do ano. Levantamento do DFTV também mostrou que o distrital gastou R$ 15 mil com divulgação parlamentar somente no mês de junho.

O distrital afirmou que também atua em todo DF e por isso gasta muito com combustível. Sobre os gastos com divulgação, ele afirmou que preparou vários jornais sobre a atuação dele como deputado e como líder de governo.

Cada deputado distrital tem direito a R$ 20 mil por mês para gastar com aluguel de carro e com despesas de escritório, combustível, assessoria jurídica e divulgação.

O valor da verba indenizatória foi reajustado no início deste ano, passando de R$ 11,2 mil para R$ 20 mil, um acréscimo de 77%.

Por mês, a Câmara Legislativa tem um gasto de até R$ 480 mil com o benefício. Em 2011, dos 24 deputados distritais, 18 não divulgaram na internet como gastaram a verba indenizatória. Levantamento feito em janeiro no site da Câmara Legislativa mostrou que seis apresentaram as notas fiscais, mas só dois discriminaram os gastos em todos os meses - Chico Leite (PT) e Joe Vale (PSB).

Em março, a Mesa Diretora da Casa aprovou para regular o uso e a prestação de contas da verba indenizatória pelos distritais. Os comprovantes das despesas devem ser divulgados no site da Câmara até seis dias após o ressarcimento dos gastos.

O Ministério Público do Distrito Federal está investigando os gastos dos deputados distritais com verba indenizatória. De acordo com informações do MP, dos 24 parlamentares, 20 gastaram o benefício mesmo nas férias.