7out/120

Dilma vota em Porto Alegre e manifesta apoio a Haddad

 Sob forte calor, a presidente Dilma Rousseff votou para prefeito e vereador em Porto Alegre na manhã deste domingo. Ela chegou à seção eleitoral no Colégio Estadual Santos Dumont por volta de 9h30m. A presidente disse que os brasileiros devem comemorar o direito ao voto, mas não quis revelar quem é seu candidato na capital gaúcha.

 — Vamos combinar, né, gente, o voto é secreto. Eu sou presidente mas aqui estou exercendo minha condição de cidadã. Vocês têm que entender uma coisa: aqui os três candidatos são da minha base — disse a presidente, que votou acompanhada do governador do estado, Tarso Genro, do presidente do PT gaúcho, Olívio Dutra, e do presidente municipal do partido, Raul Pont. Dilma aproveitou ainda para prestar o último apoio ao candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad. — Eu não voto em São Paulo, mas lá votaria no Haddad — admitiu ela.

 A presidente ressaltou que o Brasil é uma “democracia estável” e que escolher um candidato é uma “imensa festa”. — Eu queria dizer que hoje é um momento muito especial para o Brasil. Nós reiteramos que esse país é uma democracia estável, com regras, respeito aos direitos das pessoas, especialmente com essa imensa festa que é escolher quem vai dirigir sua própria cidade, escolher quem vai dirigir Porto Alegre. Eu desejo a todos os porto-alegrenses, gaúchos e brasileiros uma ótima eleição — disse ela, mandando uma mensagem de estímulo ao voto para os eleitores, recordando a época em que o direito ao pleito era suprimido no Brasil...

— Eu quero registrar que muita gente no Brasil já nasceu na democracia, mas há uma quantidade de brasileiros que ainda se lembra do que é não ter o direito ao exercício do voto. Eu sou da geração que não votou e é importante lembrar disso, mesmo que as pessoas não se recordem — afirmou ela.

Dilma pousou em Porto Alegre por volta de 12h30m da manhã de sábado e foi direto para a casa onde vive o ex-marido, Carlos Araújo, na Zona Sul da cidade. A filha Paula e o neto Gabriel também estavam na casa, onde houve um almoço em família. No meio da tarde, a presidente foi para sua residência e por lá permaneceu até a manhã deste domingo.

Dilma Rousseff se manteve afastada de eventos públicos durante toda a campanha na capital gaúcha. Apesar da briga entre os adversários pelo apoio da presidente, ela evitou se manifestar favoravelmente a algum dos concorrentes porque os principais candidatos pertencem à base aliada.

De acordo com as últimas pesquisas Ibope e Datafolha, o prefeito e candidato à reeleição, José Fortunati (PDT), deverá ser reeleito ja no primeiro turno. Ele abriu uma vantagem de cerca de 30 pontos sobre a segunda colocada, Manuela D‘Ávila (PCdoB). O candidato do PT, Adão Villaverde, ficou com cerca de 10% das intenções de voto.Informações de O Globo.