1jul/120

Governador participa de cerimônia de troca da Bandeira

Evento contou com desfiles militares, sobrevoos de caças  e apresentação da Esquadrilha da Fumaça

 O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, acompanhado da primeira-dama, Ilza Queiroz, participou da cerimônia de troca da Bandeira Nacional na Praça dos Três Poderes, na manhã deste domingo (1º). A solenidade foi organizada pela Aeronáutica, que homenageou o Pai da Aviação, Alberto Santos Dumont, por seu nascimento em 20 de julho de 1873.

“Esse é o momento de fazer uma saudação e reverenciar o símbolo da Pátria, reforçando o patriotismo e valorizando nossa nacionalidade”, afirmou Agnelo Queiroz, ao lado do secretário-chefe da Casa Militar, tenente-coronel Rogério Leão.

A substituição é realizada mensalmente, em rodízio entre as Forças Armadas – Marinha, Exército e Aeronáutica – e o Governo do Distrito Federal. Seguindo o costume, a nova Bandeira foi hasteada ao som do Hino Nacional e com salva de 20 tiros de canhão. Já a antiga foi arriada ao som do Hino à Bandeira, após a nova ter alcançado o topo do mastro de 110 metros de altura.

Além da passagem da banda de música da Aeronáutica, foram realizados desfiles militares, sobrevoos de caças da Força Aérea Brasileira e apresentação do Esquadrão de Demonstração Aérea, conhecido como Esquadrilha da Fumaça.

Olhares para o céu – A Esquadrilha da Fumaça encerrou a cerimônia de troca da Bandeira Nacional e encantou o público presente. Sob a narração de um dos 13 integrantes do Esquadrão, sete pilotos realizaram manobras em torno da Praça dos Três Poderes durante cerca de meia hora.

Natural do Piauí e moradora de Brasília há 17 anos, a gerente de projetos Virgínia Miranda, de 37 anos, nunca tinha presenciado a troca da bandeira. Quem a convenceu foi o filho Davi, de 4 anos. “Foi lindo! Achei legal a organização, os caças, as marchas”, elogiou.

A arquiteta Siomara Gonzalez, de 51 anos, veio de São Paulo recentemente e também se surpreendeu com o que viu. “Uma amiga me contou que a bandeira seria trocada e eu vim. É muito bacana e estimulante”, disse Siomara, ressaltando, ainda, a beleza da capital do Brasil. “Deveriam existir mais cidades planejadas no país, com padrão urbanístico como esse”, avaliou.

 

fonte: Agência Brasilia