11out/120

Grávida é assassinada a tiros em Ceilândia, no Distrito Federal

Polícia recebeu denúncia anônima e prendeu um rapaz de 19 anos. Suspeito alegou à polícia que estava sendo ameaçado pela vítima.

Do G1 DF

 Uma mulher grávida foi assassinada a tiros por volta da meia-noite desta quarta-feira (10), em Ceilândia Norte, no Distrito Federal. Logo depois do crime, a polícia recebeu uma denúncia anônima e prendeu um suspeito, um rapaz de 19 anos.

Segundo a polícia, o assassino disparou 16 vezes. Pelo menos cinco tiros acertaram a vitima, que chegou a ser levada para o hospital da região, mas não resistiu.Testemunhas disseram que um homem usando casaco e uma máscara realizou os disparos.

Parentes contaram à polícia que ela estava grávida. A gestação estaria entre quatro e seis meses.

Logo após o crime, policiais da Rotam receberam uma denúncia anônima contando onde estaria o responsável pelos tiros. O suspeito foi encontrado na casa da mãe dele, também em Ceilândia.

“Fizemos uma busca no interior da residência. Fomos ao lote dos fundos, onde os vizinhos afirmaram que ouviram barulho no telhado e, diante dessas informações, nós subimos no telhado e ele estava escondido lá”, conta o tenente Rodrigues, da Rotam.

O rapaz de 19 anos foi preso. A arma e o casaco com a máscara que teriam sido utilizados no crime foram apreendidos.

O delegado responsável pelo caso, Adierlis Ribeiro, afirmou que o suspeito e a vítima não tinham ligação afetiva. Em depoimento, o rapaz de 19 anos alegou que sofria ameaças da vítima.

“Mas, na verdade, o que se tem mesmo é uma execução fria e calculada. Nesse primeiro momento, trata-se um homicídio”, afirmou o delegado.

O delegado disse que o suspeito não comentou nada sobre a gravidez da vítima. “Ele disse que falará em juízo. Disse apenas que não sabia que a vítima estaria grávida. Mas é o que ele diz.” Se for condenado, o jovem pode pegar de 12 a 30 anos de prisão.