10jun/120

Para Odair Cunha, caso da venda da casa de Perillo se ‘complicou’

FotoO relator da CPMI do Cachoeira, deputado Odair Cunha (PT-MG), disse neste domingo (10) que o caso sobre a venda da casa do governador Marconi Perillo (PSDB) se “complicou” depois do depoimento do empresário Walter Paulo Santiago. Isso porque ele deu uma nova versão sobre as negociações. “Há uma nítida contradição entre o que diz o governador Marconi Perillo, o que diz o senhor Walter Paulo e o que diz o senhor Wladimir Garcez. Alguém nesta história está mentindo”, disse o deputado.

Segundo Perillo, a casa foi vendida ao empresário Walter Paulo Santiago, paga com três cheques e negociada pelo ex-vereador goiano Wladimir Garcez – suspeito de fazer parte dos esquemas de Cachoeira, preso por chefiar uma quadrilha de jogos ilegais. Porém, Garcez afirma que comprou a casa por R$ 1,4 milhão por meio de cheques entregues para Lúcio Fiúza, ex-assessor do governador.

Já Walter Paulo – dono da Faculdade Padrão, em Goiânia, e apontado pela Polícia Federal como “laranja” de Cachoeira – disse ter pagado a casa em notas de R$ 50 e R$ 100, e que o dinheiro havia sido entregue a Garcez e a Fiuza. "Precisamos ouvir o governador Marconi Perillo. Quero entender que ele terá oportunidade de se explicar. Se for necessário, depois podemos pedir uma acareação”, afirma Cunha. O depoimento de Marconi Perillo está marcado para esta terça (12).

 

fonte:blogdoclaudiohumberto