4set/120

Reutilização de água na Ecoarena

Água da chuva seráarmazenada em reservatórios e usada para irrigação, vasos sanitários e paralavagem em geral

Brasília,4 de setembro de 2012 – Asobras do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha entraram em nova etapa.Quatro reservatórios para captação de água da chuva estão em fase deconstrução. Ela será armazenada nas cisternas e utilizada nos vasos sanitários,mictórios, irrigação e lavagem em geral. Cada uma delas terá a capacidade paraguardar 350m³ (cúbicos), o equivalente a duas piscinas semiolímpicas.

O governador Agnelo Queiroz, epresidente do Comitê Organizador Brasília 2014, destacou que a iniciativa estáplenamente de acordo com o projeto de sustentabilidade que orienta a concepçãodo estádio. “Essa ação mostra que seguimos o caminho certo. Decidimos construiruma arena verde, que segue os conceitos mais modernos de aproveitamento dosrecursos naturais. Não é apenas uma obra, mas um legado para a capital do país”,afirma o governador...

Segundo o coordenador do ComitêOrganizador Brasília 2014, Sérgio Graça, a água será captada pela cobertura econduzida até o subsolo por meio de quatro canais. Depois de tratada nascisternas, seguirá para as caixas de distribuição. De acordo com Graça, aimplantação do sistema prevê uma economia de até 40%. “Vai depender do regimede utilização do estádio, mas podemos estimar uma duração de, aproximadamente,quatro meses de utilização dessa água.”

Selode sustentabilidade -A iniciativa de reutilizar água pluvial está de acordo com as regras para aobtenção da certificação Leed(Leadership in Energy and Environmental Design), concedida a construçõessustentáveis e ambientalmente eficientes. Criado pelo U.S. Green BuildingCouncil, o certificado garante o selo de maior reconhecimento internacional e omais utilizado em todo o mundo, inclusive no Brasil. A certificação também temdiferentes níveis de acordo com o desempenho do empreendimento, como Silver,Gold e Platinum.

São avaliados o consumo de energia, oreaproveitamento de água, o uso de materiais certificados ou reciclados naconstrução e no mobiliário, a localização do empreendimento e a baixa produçãode resíduos, entre outros itens. O Estádio Nacional de Brasília Mané Garrinchaé o único no mundo com chance de conseguir o Leed Platinu.

Iluminação – Outra proposta está em execução para a conquista do selo Platinum.Para economizar e otimizar a iluminação de algumas áreas do estádio, haverá asubstituição de lâmpadas normais pela tecnologia LED (sigla em inglês paradiodo emissor de luz). “Elas duram mais horas e pode-se gerar uma economia deaté 20%”, disse Graça.

As lâmpadas possuem 8W de potência, 5.000K e mais de 95% de potência. Osbenefícios ainda são a durabilidade, com cerca de 48 mil horas a mais que asincandescentes, e melhorias na luminosidade do ambiente.Agência Brasilia.