15jan/220

Eleições: PSD dividido e ameaças de revoada em massa

Pré-candidatos já começaram a se reunir para negociarem em bloco dentro do PSD ou em outra legenda, se não der certo, podem armar saída coletiva

Pré candidatos incluindo três do PSD já começaram a se organizar

O processo político já está em pleno vapor, decisões estão sendo tomadas e muitas surpresas podem acontecer até março desse ano.

No PSD uma parcela significativa de pré-candidatos resolveram se unir para buscar uma disputa mais igualitária em busca de uma cadeira na Câmara Legislativa do DF .

Por incrível que pareça o principal empecilho para uma parte desses pré-candidatos é a possível permanência do deputado da legenda Robério Negreiros no partido com vistas as disputas legislativas.

Desembarque programado

 Pelo menos os principais nomes do partido já comunicaram de forma antecipada ao comandante da legenda Paulo Octávio que a disputa no PSD não poderá ter um "tubarão" e o restante do cardume de "piabas", por isso a missão de Paulo Octávio será comunicar a Robério Negreiros que a conta não fecha na legenda com a presença dele.

Se Robério insistir em ficar o desmonte será geral nas fileiras do PSD. Mas existe a alternativa de Negreiros convencer Renato Santana, Cristiano Araújo e Risomar a ficarem na legenda para reeleger ele para seu terceiro mandato.

Façam suas apostas

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
15jan/220

Paranoá: Salve Jorge, ame ou odeie

Salve Jorge continua sendo o "queridinho" do eleitorado do Paranoá para 2022

Considerado o favorito na disputa pela Câmara Legislativa na cidade do Paranoá, o pré-candidato Salve Jorge consegue mover dois sentimentos nos grupos políticos dentro de sua região.

Considerado um "boa prosa" Salve Jorge consegue mexer com a paciência de oposicionistas no Paranoá em ano eleitoral. Segundo uma figura política da região que pediu anonimato o pré candidato Salve Jorge desperta um sentimento; " Ame ou odeie", disse o líder comunitário sobre Salve Jorge.

Redação

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
15jan/220

Cristiano Araújo: “A nova regra prestigia deputados com mandato e os grandes partidos”

À queima-roupa \\ Cristiano Araújo, ex-deputado distrital

Por Ana Maria Campos

Você integra um grupo que se uniu de candidatos com boa votação em 2018, mas não se elegeram. Quem são? Como podem se ajudar?
São eles: Renato Santana, Dirsomar, Risomar, Valério da Maranata e eu. A intenção do grupo é achar uma legenda com nominata equilibrada em que se tenha chances de eleição. O grupo vai eleger um deputado, mas, dependendo da legenda escolhida, poderemos eleger de dois até três parlamentares. Neste momento, queremos fortalecer o grupo.

Vão seguir juntos no mesmo partido?
Ainda não definimos o partido, mas o objetivo é irmos juntos para um partido que ofereça as melhores condições para disputarmos as eleições.

Essa vai ser uma eleição difícil do ponto de vista das regras, que não permitem coligações. Vai ser difícil derrotar quem está com mandato?
A nova regra (eleitoral) prestigia deputados com mandato e, também, os grandes partidos. Sem dúvida, para quem está de fora, será uma eleição ainda mais difícil. Porém, esse mandato foi atípico, pois a pandemia acabou afastando os parlamentares de suas bases. A intenção dessa união é nos fortalecer.

Quem vocês apoiam na eleição ao Buriti?
Sobre o apoio o candidato ao Buriti, não posso falar pelo grupo, mas o meu apoio será ao governador Ibaneis Rocha. E também vou trabalhar para que todo o grupo apoie a reeleição do atual governador.

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn
15jan/220

Inédito: pesquisa mostra Bolsonaro com mais votos na espontânea

 

Presidente Jair Bolsonaro. Foto: Flickr Palácio do Planalto
Presidente Jair Bolsonaro. Foto: Flickr Palácio do Planalto

Pesquisa divulgada nesta sexta (14) pelo Ipespe contém números que arrancaram expressões de incredulidade de analistas experientes nesse tipo de levantamento. O presidente Jair Bolsonaro aparece com maior intenção de votos na pesquisa espontânea (25%) do que na estimulada (24%). Isso causou estranheza porque, na espontânea, os percentuais são até cinco vezes menores que os números da estimulada, quando o eleitor é confrontado com a lista de candidatos.

Eleitores consolidados

Para Antonio Lavareda, dono do Ipespe, isso apenas mostra o quanto é consolidada a preferência de um quarto do eleitorado por Bolsonaro.

Votos já definidos?

Outro dado intrigante, no Ipespe, é quanto ao percentual de indecisos a 9 meses da eleição: somente 5% a 7%, a depender do cenário.

Olho na espontânea

Lavareda destaca que a pesquisa espontânea é a mais próxima da realidade. Ali, Lula tem 35%, Bolsonaro 25% e são 25% os indecisos.

Pesquisa por telefone

O Ipespe entrevistou mil pessoas por telefone entre 10 e 12 deste mês. A pesquisa foi registrada no TSE sob o protocolo BR-09080/2022.

Diário do Poder

Quero CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn