18jul/120

Agente da Monte Carlo é executado em Brasília

 

O agente Wilton Tapajós Macedo, de 54 anos, foi morto ontem com dois tiros, no cemitério Campo da Esperança, em Brasília. Ele foi um dos policiais federais que atuaram na Operação Monte Carlo, que resultou na prisão do contraventor Carlinhos Cachoeira. 

A Polícia Federal abriu inquérito para investigar o homicídio, mas ainda não tem pista dos suspeitos. O crime teria sido cometido por dois homens. A dupla teria fugido em um automóvel Gol. Testemunhas disseram que o carro foi visto, após o crime, numa estrada em Goiás. A polícia diz que não é possível fazer um vínculo entre o assassinato e a participação de Macedo na Operação Monte Carlo.

O agente tem um longo histórico na polícia: foi presidente de sindicato, candidato a deputado distrital e atuou ainda na segurança de depoentes especiais. A Polícia Civil do Distrito Federal também abriu inquérito para apurar o homicídio.

 

Fonte: O Globo