25set/130

Agnelo confirma que seu vice em 2014 será mesmo Filippelli, do PMDB

Ele fez tudo para trair Agnelo, mas a falta de parceiros o forçou a recuar 

Agnelo Queiroz e Tadeu FilippelliPor: Claudio Humberto 

Atualizado às 15h25 – O governador do DF, Agnelo Queiroz (PT), e seu vice, Tadeu Filippelli (PMDB), anunciaram há pouco a decisão de repetirem em 2014 a  dobradinha que se saiu vitoriosa na campanha de 2010.

O anúncio foi feito após almoço, nesta quarta-feira, em que ambos receberam os presidentes nacionais do PT, Rui Falcão, e do PMDB, senador Valdir Raupp (RO). Segundo contou o governador Agnelo Queiroz ao Diário do Poder, “vamos reeditar a dobradinha de 2010, que deu certo”.

A chapa quase abandonada pelo vice Filippelli, que tentou várias opções para se viabilizar como candidato ao governo. Ele teve três reuniões com o ex-governador Joaquim Roriz, de quem se encontrava afastado desde sua separação de uma sobrinha do velho cacique, e foi a São Paulo para uma reunião que durou quatro horas co o ex-governador José Roberto Arruda.

De Roriz e de Arruda, Filippelli pediu apoio para se candidatar ao governo do DF, oferecendo-lhes as demais vagas na chapa majoritária (vice e senador) a serem ocupadas por eles mesmos ou por prepostos. Ambos disseram a Filippelli mesma coisa: ele contaria com o apoio pretendido desde que as respectivas candidaturas não fosses viabilizadas.

De seu lado, o governador Agnelo Queiroz já estava prestes a “jogar a toalha”: as dificuldades de aceitação de Filippelli entre os petistas haviam sido agravadas pelos conchavos do seu vice. Agnelou chegou a afirmar a amigos e colaboradores que estava “muito difícil” repetir a dobradinha com seu vice.

Vendo-se correndo o risco de ficar de fora da disputa pelo governo do DF até na condição de vice. Filippelli tratou de se acertar com Agnelo e os dois marcharão novamente juntos, em 2014.