2dez/150

BANCADA DO PT NA CÂMARA ANUNCIA VOTO PELA CASSAÇÃO DE CUNHA

PEEMEDISTA CHEGOU A ATRELAR O VOTO DO PT AO IMPEACHMENT DE DILMA

PETISTAS SE REUNIRAM NO INÍCIO DA TARDE NA CÂMARA PARA DEFINIR POSIÇÃO (FOTO: FÁBIO RODRIGUES POZZEBOM/ABR) PUBLICIDADE

A bancada do PT na Câmara decidiu não ceder às chantagens do presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e os três parlamentares da sigla que compõem o Conselho de Ética vão votar pela continuidade do processo que pode levar à cassação do mandato do parlamentar.

O voto do PT é considerado decisivo para que as investigações continuem, já que o placar no Conselho de Ética está apertado. De acordo com contagem dos interlocutores de Cunha, os votos de Zé Geraldo (PT-PA), Leo de Brito (PT-AC), e Valmir Prascidelli (PT-SP) podem salvar ou não o peemedebista.

"A posição de bancada é pela admissibilidade. Isso será comunicado ao governo. E o governo começa a se virar para aprovar a redução da meta fiscal. O partido tomou essa decisão. Nós agora vamos seguir lá decisão da bancada do partido. Já era uma tendência nossa. Só que agora a bancada assume uma responsabilidade", disse o deputado Zé Geraldo, que chegou a dizer que vivia um "dilema".

Esse dilema é devido a ameaça de Cunha que prometeu abrir processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

O Planalto teme a retaliação de Eduardo Cunha, mas o PT avalia que o desgaste político em apoiar o presidente Câmara seria muito grande.

A votação no Conselho de Ética pode ser finalizada ainda nesta quarta-feira, 2.

fonte: Diáriodopoder