3set/130

Blaw: O “11 de setembro” do PT de Brazlândia

O jovem petista Alisson Blaw será lançado como um avião no jogo e deverá ser eleito para o comando do PT em Brazlândia

Caciques voltam atrás e lançarão Blaw para presidente do PT de Brazlândia

Caciques voltam atrás e lançarão Blaw para presidente do PT de Brazlândia

As decisões foram tomadas. Movimentações aconteceram para a escolha do candidato ao comando do PT de Brazlândia e as correntes internas do partido fizeram suas escolhas e apostam suas fichas em alguns nomes.

Um grupo de petistas optaram por Claudinei Pimentel, enquanto outra, achou melhor acompanhar o projeto do administrador da cidade, Bolivar Rocha e fecharam questão com o chefe de gabinete da administração regional de Brazlândia, Wadson Ramos.

A grande surpresa

Os nomes que estão na briga pelo o comando do PT serão surpreendidos no dia "11 de setembro" com a entrada na disputa do agora ex- cavalo paraguaio, Allisson Blaw. A briga promete  escrever novos capitulos na história do PT de Brazlândia.

O blogdogbu recebeu a confirmação que até a data limite de encerramento das inscrições para o PED (11 de setembro) poderá acontecer muita coisa. Um delas será a inscrição e a provável eleição de Blaw em uma jogada de mestre pela a maioria dos caciques politicos da cidade.

Os caciques apoiam

O ex- presidente da legenda na cidade, Raimundo Nonato, ver com simpatia o retorno de Blaw na disputa interna do partido; "Ele é jovem e inteligente. Não podemos esquecer que o Blaw é um quadro importante do partido e com certeza seria um bom nome para o comando do PT de Brazlândia" - Salientou Raimundão.

Outro personagem que garantiu que estará apoiando o retorno de Blaw nas disputas do PT da cidade vem do grupo do deputado federal, Geraldo Magela; " Ele será candidato e terá o apoio da maioria do PT de Brazlândia. Respeitamos todas as candidaturas. Mas o Blaw será o nosso presidente porque representa o sangue novo que o partido deseja e precisa" - argumentou ao blogdogbu, o dirigente Armando do Magela.

 

fonte: Redação