11abr/160

Brazlândia: desorganização e falta de entendimento no conselho de saúde

Confusão entre o Presidente do conselho de saúde do DF, Major da PMDF e diretor do Hospital de Brazlândia ameaça processo de eleição do conselho de saúde da cidade.

 

ghy

Um desentendimento envolvendo o presidente do conselho de saúde do DF (Helvécio Ferreira) um Major da reserva da PMDF (Antônio Cesário) e o diretor do hospital de Brazlândia (Robledo Lacerda), ambos participantes da comissão organizadora da reativação do conselho de saúde de Brazlândia. Traz risco e ameaça de cancelamento do processo eleitoral, onde foram escolhidos através de votação, os membros que irão representar a categoria de usuários da cidade.

  Os discursos que deveriam ser voltados para a intenção de caminhar em favor da consolidação do SUS no Distrito Federal, foram substituídos por bate boca, trocas de acusações e até agressões verbais. Sendo tudo isso ocorrido dentro do gabinete do diretor do Hospital Regional de Brazlândia e no auditório da unidade, onde ocorria o processo de eleição.

Os acontecimentos, incluindo a discussão foi na tarde da última segunda-feira (04), quando mais de vinte instituições de Brazlândia tentavam participar do processo que iria escolher os representantes dos usuários.

Além de muita irritação, esses lamentáveis comportamentos trouxeram uma dificuldade no estreitamento da relação entre a diretoria do Conselho de Saúde do Distrito Federal para com as entidades participantes, isso porque diante da confusão o presidente do conselho de saúde do DF senhor Helvécio Ferreira alega irregularidades e ameaça invalidar o processo de eleição, acusando o Major de autoritarismo e o diretor do Hospital de Brazlândia de omissão, perante os fatos ocorridos.

A confusão ainda trouxe problemas e constrangimentos ao diretor do Hospital, que foi convocado até a secretária de saúde do DF, para dar explicações a respeito do ocorrido.

REATIVAÇÃO DO CONSELHO DE SAÚDE BRAZLÂNDIA

145

   A reativação do conselho de saúde de Brazlândia teve início há mais de três meses, com adesão de algumas pessoas que foram deixando de participar ao logo do processo. Desde o início as dificuldades já se mostravam presentes, primeiro veio a dificuldade de encontrar interessados em participar do processo, logo depois o triste episódio marcado pelo falecimento de uma das protagonistas da iniciativa, a Enfermeira Cristina Natal, que morreu após contrair o vírus da Dengue.

COMISSÃO ELEITORAL

Em seguida, após formar a comissão organizadora do processo, na qual estavam inscritos Antônio Cesário, Bruno Simão, Maria Aparecida Cotinha, Donato Golanoswki, Robledo Lacerda, Helvécio Ferreira, Rosany Jakubowski.

grupinhoooo

Comissão organizadora do processo de Eleição

  Iniciou se abertura das inscrições e entregas de documentos pelas entidades interessadas em participar do processo de eleição que iria eleger os representantes dos usuários da cidade. Daí algumas instituições tiveram dificuldades diante das exigências estabelecidas, tendo em vista a realidade de algumas no quesito documentação.

 Foi durante esse processo que veio as primeiras reclamações a respeito do comportamento autoritário e antipático do oficial da PM, senhor Antônio Cesário. Onde segundo relatos de representantes das instituições estaria dificultando na tentativa barrar a participação de lideranças da cidade no processo de eleição.

 Diante da situação, os que sentiam se perseguidos e prejudicados alegaram buscar seus direitos e até desistirem de participar, foi então perante a preocupação de uma evasão em massa, que ficou determinado a extinção de algumas exigências.

Passando para a segunda fase, sem o conhecimento a respeito dos atritos internos entre o senhor Major e o presidente do Conselho Regional de saúde do DF, onde Cesário acusava o presidente de tentar inserir instituições que não eram de Brazlândia e de fazer entrega de documentação fora do prazo.

As 21 instituições cadastradas e aptas a participar foram comunicadas sobre data, horário e local da eleição, no qual seria eleito 16 entidades, sendo 8 titulares e 8 suplentes para ocupar as cadeiras do conselho de saúde de Brazlândia, no qual estaria representando 50 % sobre o direito dos usuários. Ficando outros 50% das cadeiras divididas entre trabalhadores e gestores da saúde, onde ambos têm direito a 25% cada.

PROCESSO DE ELEIÇÃO

conselho 03

Marcada para ocorrer as 14 horas no auditório da unidade hospitalar de Brazlândia, a eleição teve seu início quase três horas depois, sem nenhuma formalidade e diante de cenas deploráveis. Onde pessoas que deveriam conduzir um processo democrático se comportavam de maneira totalmente desrespeitosas. Isso logo após na entrada do hospital os representantes das instituições serem barrados, com argumentos dos funcionários que alegavam não ter conhecimento a respeito do evento.

conselho 02

Eleição do Conselho de Saúde Brazlândia

Enquanto os representantes das instituições aguardavam no auditório o início da votação, de portas fechadas no gabinete do diretor do hospital estavam Helvécio, Robledo e outros representantes da secretaria de saúde. A ideia era encontrar uma saída para acalmar os ânimos e tentar adiar a votação. Enquanto isso, após ter sido convidado a se retirar do gabinete, após agredir verbalmente um representante da secretaria de saúde do DF, Cesário permanecia no auditório discutindo com outro membro da secretaria de saúde, assim chegando ameaçar retira-lo do local. Demonstrando uma extrema irritação perante o dialogo do tal sujeito , o oficial não parecia estar preocupado com a plateia que assistia a tudo sem entender nada.

De acordo com Cesário sua irritação era devido a insistência destas pessoas em participar do conselho de saúde de Brazlândia, no qual ele não concordava.

 Diante de tanto desrespeito para com as pessoas que aguardavam o momento da votação sem entender direito porque tanto bate boca e atraso, uma das representantes das entidades de Brazlândia se levantou e fez um desabafo.

Nova Imagem

Francinaide de Alcântara

Representando os artesões de Brazlândia, Francinaide de Alcântara que também fazia parte da plateia, chamou atenção da comissão organizadora, cobrando respeito para os demais colegas e o inicio da votação. Ela ainda lembrou que os atritos, discussões e problemas entre os membros da comissão organizadora deveriam ser resolvidas em outras ocasiões, afirmando que os participantes não deveriam ser prejudicados perante tais comportamentos.

   Foi então que enfim os trabalhos foram iniciados, sem a participação do diretor do Hospital e nem do ´Presidente do conselho de saúde do DF, Cesário conduziu a eleição. Que apesar de tantos desencontros e atropelos, terminou de forma positiva.

RESULTADO DA ELEIÇÃO

12966409_888143651295445_790337501_n

  TITULARES

 1ª OBRA SOCIAL SANTA ISABEL (13 Votos)

2ª  LIFAB _ Liga de futebol amador de Brazlândia (13 Votos)

3ª UBRAPOD_UNIÃO BRASILEIRA DOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA (12 Votos)

4ª ASSOCIAÇÃO MORADA DOS PÁSSAROS. (12 Votos)

5ª IESBE_INSTITUTO SOLIDÁRIO DE ECONOMIA DE BRAZLANDIA E ENTORNO. (11 Votos)

6ª ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA VÃO DOS ANGICOS. (11 Votos)

7ª ASSOCIAÇÃO DOS FEIRANTES DE BRAZLÂNDIA (10 Votos)

8ª ASSOCIAÇÃO DF CLUBE (08 Votos)

SUPLENTES

9ª COMUNIDADE TERAPÊUTICA ESPERANÇA (06 Votos)

10ª OBRAS SOCIAIS DO CENTRO ESPIRITA IRMÃO ÁUREO (06 Votos)

11ª ADEBRAZ _ ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DOS EVANGÉLICOS DE BRAZLÂNDIA (06 Votos)

12ª IGREJA EVANGÉLICA APOCALIPSE ABENÇOANDO AS NAÇÕES (05 Votos)

13ª ASSOCIAÇÃO DOS PRODUTORES RURAIS DO VALE DO CURRALINHO (05 Votos)

14ª ÁGUIA COBRA _ ASSOCIAÇÃO DE GUIAS E CONDUTORES DE TURISMO DE BRAZLÂNDIA (04 Votos)

15ª SOCIEDADE ESPIRITA ALLAN KARDEC (04 Votos)

16ª ASPRONTE_ASSOCIAÇÃO DOS PRODUTORES RURAIS NOVO HORIZONTE BETINHO (04 Votos)

NÃO ELEITAS

17ª ASSOCIAÇÃO DE ARTESANATO DE BRAZLÂNDIA (04 Votos)

18ª OBRA SOCIAL N.SENHORA DA GLORIA (04 Votos)

19ª LOJA MAÇÔNICA INTEGRAÇÃO (03 Votos)

20ª ASSOCIAÇÃO DOS CATADORES E RECICLADORES DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE BRAZLÂNDIA (03 Votos)

21ª PRÓ DESCOBERTO _ ASSOCIAÇÃO DOS PRODUTORES  PROTETORES DA BACIA DO DESCOBERTO (02 Votos)

fonte: Brazrural