25jul/130

Construções irregulares são retiradas no Paranoá

                                                             

Construções irregulares são retiradas no Paranoá

Na última quarta-feira, 24, a fiscalização do Comitê de Combate ao Uso Irregular do Solo, do Governo do Distrito Federal (GDF), esteve em um condomínio no Paranoá, para fazer a derrubada de três construções, além da retirada de muros, cercas e matérias de construção que também foram apreendidos. Atualmente, o local esta em processo de regularização.

Irregularidades: Ao todo, quatro setores do condomínio, foram fiscalizados. No entanto, num terreno na QI 29 uma fundação para casa e uma obra em madeira usada para depósito de ferramentas, acabaram sendo removidas junto a uma cerca de 300 metros lineares. Na mesma área, uma família também teve de deixar o local, e receberam o prazo de até 10 dias para fazerem a saída espontânea do espaço e a remoção da construção por conta própria.

Também foi removida no conjunto 17 da Quadra 19 uma fundação, além de uma estrutura em concreto para a elaboração de uma piscina. Foram apreendidos cerca de 5.702 materiais para construção, entre sacos de cimento, tijolos e tábuas. Nos conjuntos 16 e 17 da Quadra 2 foram feitas a remoção de 800 metros lineares de muro que foram ao chão.

Escrituras: O condomínio Privê Morada Sul Etapa C está na lista dos que participarão do processo de regularização pelo GDF. Será divido em 81 hectares e está inserido na área de preservação ambiental do São Bartolomeu.

Por Nayara Ribeiro

Da Redação
redacao@guardiannoticias.com.br