8set/130

Cruzeiro domina Flamengo no Mineirão e mantém liderança isolada

 O torcedor cruzeirense que marcou presença neste domingo, no Mineirão, viu o time celeste com uma exibição discreta, mas o suficiente para dominar as ações em cima do Flamengo.

Depois de um primeiro tempo sem gols, a Raposa voltou mais animada para etapa completar e conseguiu a vitória por 1 a 0, resultado que mantém os mineiros como lideres isolados do Brasileiro.

O gol do jogo foi anotado por Ricardo Goulart, que desviou cruzamento da direita, acertando a trave, no rebote, o mesmo Goulart estufou as redes do Flamengo. Com o resultado, o Cruzeiro segue como líder isolado do Campeonato Brasileiro com 40 pontos, abrindo vantagem de seis pontos em cima do Grêmio, segundo colocado.

Na sequência do Campeonato Brasileiro, o líder Cruzeiro vai defender a ponta da tabela duelando contra o Goiás, na próxima quarta-feira, no Serra Dourada. Já o Flamengo, ganha um dia a mais de preparação para receber o Santos, no Maracanã. 

O jogo – Jogando em casa, o Cruzeiro começou a partida pressionando o Flamengo, exercendo uma marcação sob pressão e não permitindo que o time carioca saísse para o jogo. Para evitar os arremates da Raposa ao gol, o time do técnico Mano Menezes compactou as linhas defensivas, mas o contra-ataque dos flamenguistas não funcionou. Com maior posse e bola e com as rédeas do jogo, o Cruzeiro passou a envolver os Rubro-Negros na base da individualidade, com Everton Ribeiro e Ricardo Goulart levando a melhor em cima dos marcadores. As jogadas pelas laterais do campo, com Ceará pela direita e Egídio pela esquerda também foram muito usadas pelos mineiros....

O ritmo intenso da Raposa só diminuiu após os 20 minutos, mas os donos da casa seguiram com o controle do jogo, esperando um espaço para encaixar uma jogada mortal. Como estratégia, o técnico Marcelo Oliveira pediu aos seus comandados para trocar passes no meio-campo, forçando o Flamengo a avançar os atletas e dando a possibilidade de um lançamento para Willian e Borges.

Vivendo ótimo momento no Cruzeiro, o meia-atacante Everton Ribeiro tem se destacado, e contra o Flamengo não foi diferente. Aos 30, o jogador pegou rebote da zaga carioca e acertou um belo chute de fora da área que obrigou o goleiro Paulo Victor e se esticar todo para fazer a defesa, mandando para escanteio. A jogada serviu para levantar a torcida nas cadeiras do Mineirão, e foi o suficiente para os celestes voltarem a intensificar a pressão.

O primeiro tempo terminou sem gols, mas a blitz ofensiva do Cruzeiro quase surtiu efeito aos 44, quando Nilton subiu mais alto que os marcadores do Flamengo, e de cabeça, desviou cobrança de escanteio, acertando o travessão de Paulo Victor. A jogada foi apenas um aviso para a pressão que viria na etapa complementar.

O cenário do segundo tempo apresentou o Cruzeiro acertando os passes com mais qualidade, e como resultado, o gol não demorou, e saiu aos oito minutos com Ricardo Goulart, que desviou cruzamento de Mayke acertando a trave, no rebote, o Goulart não perdoou e estufou as redes flamenguistas levando o torcedor cruzeirense à loucura no Gigante da Pampulha.

O gol não diminuiu o ímpeto dos donos da casa que quase marcaram o segundo aos 15, em arremate de Willian, que parou na trave de Paulo Victor. Sempre que o Flamengo tentava sair do campo de defesa, o Cruzeiro emplacava um bom contra-ataque, deixando os Rubro-Negros com poucas alternativas no jogo.

Mano Menezes queimou as três substituições colocando no jogo, Nixon, Carlos Eduardo e Bruninho, as mudanças deixaram o Flamengo mais ofensivo, mas nas poucas chances que apareceram, os atacantes do time carioca não souberam aproveitar. A Raposa continuou tendo as melhores chances de marcar até o apito final, mas o placar persistiu no 1 a 0, magrinho. (Gazeta Esportiva)