1set/120

Defesa de Dirceu vai entregar ao STF memorial contestando Gurgel

O advogado José Luis de Oliveira Lima, que defende o ex-ministro José Dirceu no julgamento do mensalão, afirmou neste sábado (1º) que vai entregar aos ministros do STF um memorial rebatendo alegações feitas no processo pelo Procurador-Geral da República, Roberto Gurgel. O documento, afirmou o advogado, deverá chegar nos gabinetes dos ministros na terça-feira (4).

Oliveira Lima informou que, no memorial preparado pela defesa, vai rebater alegações feitas por Gurgel também em um memorial encaminhado aos ministros, no dia 16 de agosto. O documento elaborado por Gurgel defendia o uso das provas testemunhais para fins de condenação dos réus...

 "A prova que sustenta a acusação, notadamente a prova testemunhal, não se resume, como quer a defesa, a elementos probatórios não submetidos ao crivo do contraditório. Muito embora o Ministério Público tenha se referido a depoimentos colhidos na fase de investigação, todos foram confirmados na instrução da ação penal, o que lhes confere o mesmo valor da prova judicial", afirmou o PGR na ocasião.A defesa, no entanto, contesta as provas baseadas em depoimentos das testemunhas. Para o advogado Oliveira Lima, "defender que uma pessoa seja condenada sem provas" vai contra "o devido processo legal, a Constituição, a Carta Magna". "Na minha opinião, é inaceitável que o Ministério Público faça uma alegação nesse sentido”, concluiu o adovgado.

O advogado disse ainda confiar na análise do STF sobre as provas."Tenho certeza que o Supremo, quer para absolver, quer para condenar, fará com bases em provas que foram ratificadas no juízo."Oliveira Lima disse também que está mantendo contato constante com José Dirceu e que o ex-ministro "está sereno e confiante na Justiça”.Informações do G1.