8out/120

Dezessete capitais irão conhecer prefeitos somente no 2º turno

Com a apuração das eleições municipais quase finalizadas em todo o Brasil, faltando pequenas cidades, está definido que dezessete capitais terão que esperar pelo segundo turno para conhecerem seus prefeitos. Entre as que encerraram as eleições no primeiro turno estão grandes colégios eleitorais, como Porto Alegre e Rio de Janeiro. As duas capitais elegeram seus prefeitos com mais de 60% dos votos.

Confira o resultado em todas as capitais:

Capitais brasileiras com prefeitos eleitos

Aracajú (Sergipe)
João Alves (DEM) - 52,72%

Belo Horizonte (Minas Gerais)
Marcio Lacerda (PSB) - 52,69%

Boa Vista (Roraima)
Teresa (PMDB) - 39,26%

Goiânia (Goiás)
Paulo Garcia (PT) - 57,68%

Maceió (Alagoas)
Rui Palmeira (PSDB) - 57,41%

Palmas (Tocantins)
Carlos Amashta (PP) - 49,65%

Porto Alegre (Rio Grande do Sul)
José Fortunatti (PDT) - 65,22%

Recife (Pernambuco)
Geraldo Julio (PSB) - 51,15%

Rio de Janeiro (Rio de Janeiro)
Eduardo Paes (PMDB) - 64,60%

Capitais brasileiras que terão 2º turno

Bahia (Salvador)
ACM Neto (DEM) - 40,17%
Pelegrino (PT) - 39,73%

Belém (Pará)
Edmilson Rodrigues (PSOL) - 32,58%
Zenaldo Coutinho (PSDB) - 30,67%

Campo Grande (Mato Grosso do Sul)
Alcides Bernal (PP) - 40,18%
Giroto (PMDB) - 27,99%

Cuiabá (Mato Grosso)
Mauro Mendes (PSB) - 43,96%
Lúdio (PT) - 42,27%

Curitiba (Paraná)
Ratinho Junior (PSC) - 34,09%
Gustavo Fruet (PDT) - 27,22%

Florianópolis (Santa Catarina)
Cesar Souza Júnior (PSD) - 31,68%
Gean Loureiro (PMDB) - 27,37%

Fortaleza (Ceará)
Elmano (PT) - 25,44%
Roberto Claudio (PSB) - 23,32%

João Pessoa (Paraíba)
Luciano Cartaxo (PT) - 38,32%
Cicero Lucena (PSDB) - 20,27%

Macapá (Amapá)
Roberto (PDT) - 40,18%
Clécio (PSOL) - 27,89%

Manaus (Amazonas)
Artur Neto (PSDB) - 40,55%
Vanessa Grazziotin (PCdoB) - 19,95%

Natal (Rio Grande do Norte)
Carlos Eduardo (PDT) - 40,42%
Hermando Moraes (PMDB) - 23,01%

Porto Velho (Rondônia)
Lindomar Garçon (PV) - 24,76%
Dr. Mauro Nazif (PSB) - 18,99%

Rio Branco (Acre)
Marcus Alexandre (PT) - 48,30%
Tião Bocalom (PSDB) - 43,85%

São Luís (Maranhão)
Edivaldo Holanda Junior (PTC) - 36,44%
Castelo (PSDB) - 30,6%

São Paulo (São Paulo)
José Serra (PSDB) - 30,75%
Fernando Haddad (PT) - 28,98%

Teresina (Piauí)
Firmino Filho (PSDB) - 38,77%
Elmano Férrer (PTB) - 33,14%

Vitória (Espírito Santo)
Luciano Rezende (PPS) - 39,14%
Luiz Paulo (PSDB) - 36,69%

 

fonte: estaçãodanoticia