27out/120

Durval teria pedido proteção a Arruda

Foto 

O delator do mensalão do DEM no Distrito Federal em 2009, Durval Barbosa, pediu proteção ao seu principal alvo de denúncias, o então governador José Roberto Arruda (à época no DEM), e sugeriu negociar seu silêncio.

 É o que revela uma gravação inédita apreendida pela Polícia Civil no cofre de um hotel em Brasília e transferida em 2011 à Polícia Federal. "Eu prefiro muito mais a proteção do que dinheiro", disse Barbosa, numa conversa com o ex-deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF), então secretário de Transportes do DF e aliado de Arruda.

Segundo Fraga, Arruda o chamou para saber "o que fazer" com Durval, e disse ter respondido: ''O cara é uma bomba ambulante. Você não pode ficar com um cara desse contra você no seu governo. [...] Se você insistir nisso, você pode ter certeza que você vai cair do governo' O ex-deputado disse ter sugerido pragmatismo:

"Eu falei: 'Ó, se ele [Durval] tinha 'X', e você quer dizer para ele que não dá mais 'X' para ele, então você chega e diga, eu dou 'Y'. Temos que conversar'. E você [Durval] tem que se sentir também atendido". Durval corrigiu: "Protegido".

Fraga prometeu dar "as garantias" necessárias. Ao comentar o assunto, ele afirmou que apenas fez a intermediação dos pedidos de Durval e negou ter cometido qualquer irregularidade. Disse que Arruda não interferiu no Judiciário. As informações são da Folha de SP.