31out/150

EGITO CONFIRMA 224 MORTES EM QUEDA DE AVIÃO NO SINAI

AERONAVE CAIU LOGO APÓS DECOLAGEM, NO SINAI, E DEIXOU 224 MORTOS

PARENTES AGUARDAM POR NOTÍCIAS NO AEROPORTO DE PULKOVO. FOTO: EFE/AE

Uma aeronave russa caiu na península do Sinai, no Egito, neste sábado, 31, e deixou as 224 pessoas a bordo mortas, segundo autoridades egípcias. Todos eram cidadãos da Rússia. O Airbus A-321 havia acabado de decolar de Sharm el-Sheikh e estava a caminho da cidade russa de São Petersburgo. Para o ministro da Aviação Civil do Egito, ainda é muito cedo para determinar a causa da queda. De acordo com autoridades de segurança, a caixa preta do aeronave já foi localizada.

A Rússia decidiu abrir um inquérito para apurar se houve falha de segurança. Segundo um oficial da Aviação do Egito, o piloto da aeronave havia reportado dificuldades técnicas mais cedo neste sábado e planejava um pouso de emergência no aeroporto mais próximo antes de perder contato com o tráfego aéreo do Egito.

O Airbus era operado por uma pequena companhia russa, chamada Kogalymavia, com sede no oeste da Sibéria. Os últimos relatórios dizem que a aeronave transportava 217 passageiros e 7 tripulantes.

De acordo com a Rosaviatsiya, autoridade russa de aviação, o voo 7K 9268 decolou às 01:51 (horário de Brasília) e estava marcado para aterrissar no aeroporto Pulkovo, em São Petersburgo, às 07:10. Porém, 23 minutos depois da decolagem, a aeronave desapareceu do radar.

Uma central para auxiliar parentes dos passageiros já foi montada no aeroporto Pulkovo e o presidente russo Vladimir Putin declarou dia de luto.

fonte: Diáriodopoder