O deputado distrital Iolando (MDB) foi entrevistado pelo jornalista Sandro Gianelli, no último domingo (1), na Rádio Metrópoles (104.1 FM) e respondeu diversas questões ligadas à cidade de Brazlândia, sobre a pauta da Pessoa com Deficiência (PCD), além de avaliar o trabalho do governador Ibaneis Rocha (MDB).

Quais são as suas duas principais bandeiras de defesa?

Eu abraço com muita veemência a questão da cidade de Brazlândia e a pasta da Pessoa com Deficiência (PCD).

Em termos de entrega, como está Brazlândia hoje em dia?

Brazlândia mudou de cara, ela é uma cidade que tem carinho. Nós fizemos um acordo com o governador para ele liberar todas as emendas possíveis para nós restauramos a orla do lago da cidade e, assim, nós fizemos um calçadão ao redor do lago, além de um piso usinado para caminhadas e corridas, então, além de um espaço turístico, tornou-se um local de esporte e lazer.

Para identificar a cidade, colocamos na entrada um portal, 32 escolas foram reformadas com minhas emendas, a cidade está mais iluminada com lâmpadas de led, são muitas lâmpadas chegando para concluirmos a questão da iluminação pública. A cidade tem vida!

O que mais pretende realizar na região?

Junto com o governador Ibaneis, eu quero fazer duas importantes obras, que são a criação do programa habitacional para 4 mil moradias dentro de Brazlândia e a criação de uma Área de Desenvolvimento Econômico (ADE), para fomento da geração de emprego e renda dentro da cidade.

Qual é a importância do Estatuto da Pessoa com Deficiência do DF?

A gente apresentou na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) a criação do primeiro Estatuto da Pessoa com Deficiência do DF, que engloba as mais diversas áreas, como saúde, educação, acessibilidade no transporte, então traz um conjunto de leis que favorecem os direitos das PcDs. Todas as deficiências estão englobadas no Estatuto, então nós temos a garantia do cuidado.

Como funciona a Lei sobre os direitos das pessoas com visão monocular?

O monocular é aquele que enxerga de um olho só e aqui no DF, tem uma lei distrital que permite até concursos públicos para esse público específico, que podem concorrer somente com pessoas da mesma deficiência e direito também a vagas específicas. Sobre o uso de transporte interestadual, em relação ao uso do passe livre, é de competência do Governo Federal, que tem uma lei que ainda não foi regulamentada, mas no DF a pessoa com essa deficiência pode andar normalmente nos transportes públicos com o uso do passe.

Há divergência no mandato ao chegar na Câmara?

Quando você é pré-candidato, você almeja chegar lá e representar bandeiras específicas, mas quando você chega lá, você defende o DF todo, por onde se anda, você se depara com bandeiras diferentes, tem que buscar cuidados para todos.

Qual é a sua avaliação ao governo Ibaneis Rocha?

Eu resolvi vestir a camisa do governo Ibaneis, é um governo incomparável, são 1.600 obras espalhadas pelo DF, não estou falando de 10 metros de calçada, estou falando do Túnel de Taguatinga, que era aguardado há mais de 25 anos, estou falando de UPAs, de hospitais. É um cara que tem obras de milhões.

Qual nota é atribuída ao governador?

Eu dou nota 10 para ele, porque a cidade está cuidada.

BsbtimeS