10nov/120

Emendas paradas

Bancada do DF busca esforços e pressiona Governo Federal

A bancada do DF no Congresso Nacional se reúne na próxima segunda-feira, 12, às 18h, com a ministra Ideli Salvatti, da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, para cobrar o empenho das emendas coletivas apresentadas ao orçamento da União de 2012, num total de R$272,8 milhões.

Dos R$241,3 milhões relativos às emendas destinadas exclusivamente ao DF e ao Entorno, como por exemplo para a ampliação do Hospital da Criança e do Hospital Universitário de Brasília e para adequação do trecho rodoviário da DF 001 que liga Taguatinga à Brazlândia, apenas R$19,5 milhões foram empenhados, ou seja, apenas 8%. Deste total, nem um real foi efetivamente liquidado ou pago.

Sensibilizada com as demandas existentes no DF e considerando que o valor das emendas é bastante expressivo e importante para a população brasiliense, a bancada do DF, por meio do seu coordenador, o deputado federal Luiz Pitiman, informou que pretende pressionar o Governo Federal para liberar o dinheiro que é de direito do Distrito Federal.    

 “Caso o valor disponível para a cidade não seja empenhado pelo Governo Federal até o dia 31 de dezembro próximo, o DF deixa de receber mais de R$233 milhões, pois as emendas perdem validade na data referida. Vamos buscar um entendimento na reunião e o que for melhor para Brasília. É mínimo o valor empenhado até o momento. Enquanto isso, assistimos o sofrimento diário do cidadão brasiliense que paga seus impostos e que convive com serviços básicos precários que poderiam ser melhorados a partir desse orçamento”, afirma Pitiman.

fonte: Ascom Dep. Pitiman