13ago/120

Estevão pede novo julgamento

 

 

Condenado à prisão e multa por superfaturamento nas obras do TRT de São Paulo, o ex-senador alega que não foram examinadas as provas de que não tem envolvimento com o caso. Ele pretende, mesmo alegando inocência, pagar a multa de R$ 450 milhões

Cassado e com os bens bloqueados. Este foi o saldo que restou ao ex-senador Luiz Estevão. Ele perdeu seu mandato em junho de 2000, após ser acusado por superfaturamento de R$ 170 milhões das obras do fórum do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de São Paulo, na década de 1990.

Absolvido em primeira instância, mas condenado em segunda, Luiz Estevão teve sua condenação mantida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), este ano. As penas a que Estevão foi condenado somam 31 anos e meio de prisão, além do pagamento de multa.

Porém, Luiz Estevão afirma, em entrevista ao Jornal da Comunidade, que sua condenação foi dada sem o exame das provas de que não tem envolvimento com o caso do TRT de São Paulo. “Estamos tentando, agora, fazer com que o STJ reconsidere e analise as provas que temos”, diz o ex-senador. Leia mais

Fonte: Jornal da Comunidade