13jan/220

GDF exonera responsável por criar banheiro unissex em escola pública

Denúncia foi feita pelo deputado evangélico Julio Cesar Ribeiro (Republicanos-DF), que acionou a Secretaria de Educação sobre o caso

Caio Barbieri

A Secretaria de Educação do Distrito Federal informou, nesta quarta-feira (12/1), que decidiu exonerar o responsável por criar um banheiro unissex numa escola pública do Paranoá, cidade a 21 quilômetros do centro de Brasília.

O caso veio à tona após o deputado federal Julio Cesar Ribeiro (Republicanos-DF) ter afirmado, pelas redes sociais, que trabalhou para impedir a instalação do toalete multigênero na unidade pública de ensino.

Em nota encaminhada ao Metrópoles, a pasta explicou, sem citar o nome do responsável, ter tomado conhecimento do caso por intermédio de denúncia publicada na internet.

“Imediatamente, [a secretaria] determinou a readequação da escola às diretrizes da rede pública de ensino do DF, com banheiros separados para meninos e meninas. Por ter afrontado tais diretrizes, o responsável será exonerado do cargo, bem como serão adotadas as medidas administrativas cabíveis”, pontuou.

Denúncia

Mais cedo, pelo Twitter, o representante da Igreja Universal do Reino de Deus disse ter procurado a Secretaria de Educação do DF para cobrar explicações sobre a medida.

“Entrei em contato com o coordenador de Ensino e a secretária de Educação para falar a respeito da instalação de banheiro unissex na Escola Classe 01 do Paranoá e pedir que tomassem providências sobre a situação. Prontamente, já tomaram providências sobre o caso”, escreveu o parlamentar.

“Estamos atentos! Não iremos admitir medidas impositivas lideradas por um determinado grupo de pessoas que não respeitam o desenvolvimento psicológico de nossas crianças”, emendou.

Fonte: www.metropoles.com/colunas/janela-indiscreta/gdf-exonera-responsavel-por-criar-banheiro-unissex-em-escola-publica