13out/120

Jornalistas dizem que Fidel Castro teve morte cerebral

 

Conhecido por ter revelado que o presidente venezuelano, Hugo Chávez, sofria de câncer, o jornalista Nelson Bocaranda deu como certo em seu blog um boato que toma conta das redes sociais desde a quarta-feira: segundo ele, o ex-presidente cubano Fidel Castro teria morrido. De acordo com seu post, a morte de Fidel seria anunciada em até 72 horas - Havana só esperaria que Juanita Castro, irmã de Fidel, volte de Miami para um “anúncio familiar importante”. O próprio jornalista, no entanto, disse ao GLOBO por e-mail, nesta sexta-feira, que a morte de Fidel Castro ainda não era confirmada, mas que o líder cubano respirava por aparelhos.

Filho de Fidel, o fotógrafo Alex Castro desmentiu a informação durante uma visita à província de Guantánamo, a 900 quilômetros de Havana. Notícias sobre a suposta morte de Fidel circulam com certa frequência nas redes sociais.

“O comandante está bem, fazendo suas coisas diárias, lendo e praticando exercícios - disse Castro, de acordo com o blog “Soy la isla”, da jornalista cubana Arlin Alberty, que trabalha para meios de comunicação oficiais.

Juanita de Castro, irmã do líder cubano que vive na Flórida, negou na sexta-feira que iria viajar para visitar a família em Cuba:

 - Eu não tenho nenhuma novidade. Não tenho planos de viajar. Isso não é verdade... São apenas rumores, tudo isso é absurdo - disse à agência AP.

O apresentador do canal americano Univisión Raúl de Molina também afirmou em sua conta no Twitter que “uma boa fonte” confirmava a morte do líder cubano. Em seu blog, o jornalista Nelson Bocaranda confirmou na quinta-feira a morte cerebral, também sem citar fontes.
“Sabemos que a saúde do ditador se deteriorou por mais de 50 anos de tal forma nos últimos meses que ele permaneceu ligado a um pulmão artificial como a única forma de o manter com ‘vida’, ainda que artificial”, escreveu. “Antes de 72 horas o governo de Raúl Castro fará o anúncio da morte do líder revolucionário”. Segundo ele, já estariam inclusive se preparando cerimônias de despedida, para as quais seriam esperados líderes de Estado liderados por Chávez.

Rumores começaram na quarta-feira

Na quinta-feira, o blogueiro oficial Yohandry Fontana, já havia desmentido os boatos em seu blog.“Tenho que dar uma má notícia aos terroristas do sul da Flórida: Fidel Castro está vivo. De três em três meses o Twitter mata Fidel”, escreveu o blogueiro, que garante que Castro tem conhecimento da reeleição de Hugo Chávez, no último domingo.

Desde quarta-feira, circulam rumores nas redes sociais de que Fidel, de 86 anos, teria sofrido morte cerebral. Pelo Twitter, a blogueira cubana opositora Yoani Sánchez disse que “seu telefone não para de tocar”, mas que ela “não tem nenhuma certeza” sobre a veracidade da notícia.

“São só rumores que estão circulando. A vida me mostrou que, cada vez que acontece alguma coisa a Fidel Castro, os cubanos são os últimos a saber”, escreveu.

O jornalista Nelson Bocaranda lembra que Fidel não aparece em público há meses e que a piora de seu estado de saúde foi mantida em sigilo para não prejudicar as eleições presidenciais venezuelanas, disputadas no domingo passado e das quais Hugo Chávez saiu vitorioso. Fidel se afastou da vida pública em 2006 por motivos de saúde. Em 2008, o governo cubano foi assumido por seu irmão Raúl Castro. Informações de O Globo e agênciis internacionais.