15jun/150

LULA DESDENHA DE EVENTUAL BUSCA E APREENSÃO

EX-PRESIDENTE DIZ A ALIADOS QUE ESCÂNDALO 'NÃO PASSA DISSO'

O INSTITUTO LULA E A EMPRESA DE PALESTRAS DE LULA RECEBERAM R$ 4,5 MILHÕES. FOTO: RENATO MENDES/AE

O ex-presidente Lula disparou telefonemas a aliados no Congresso para afirmar que “não vai passar disso” a descoberta de que, por meio da sua ONG Instituto Lula e da sua empresa Lils (iniciais de Luiz Inácio Lula da Silva), recebeu R$ 4,5 milhões da empreiteira Camargo Corrêa, acusada de roubar a Petrobras, fraudando licitações e contratos e subornando autoridades. Parece confiante que nada lhe acontecerá.

Lula deu risada quando um senador do PMDB lembrou a que poderia ser alvo de mandado de busca e apreensão em sua casa e empresas. Lula telefonou a deputados e senadores aliados preocupado com sua convocação para depor na CPI da Petrobras, pretendida pela oposição. No Congresso, poucos acreditam que o Ministério Público Federal e a Policia Federal tenham “peito” de fazer de Lula alvo das investigações. Petistas acham que “o povo sairia às ruas” se a Justiça decretasse a prisão de Lula ou determinasse busca e apreensão em sua casa.

Informações: Diário do poder