29ago/130

No rastro de R$ 20 milhões. Senador Gim diz que não há nada irregular

 

Por Arthur Paganini, Correio Braziliense

Soma pelo menos R$ 19,4 milhões o total de recursos movimentados pelo senador Gim Argello (PTB-DF), pela mulher, Márcia Cristina Argello, e por Jorge Afonso Argello Júnior, filho do parlamentar, e que está sob investigação. O montante foi rastreado pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), órgão ligado ao Ministério da Fazenda, e consta em três relatórios produzidos a partir de 2010, que levantaram transações pessoais da família de 2001 até o ano passado. Do total, R$ 3,9 milhões, ou 20%, envolveram operações junto a empresas da família e outras registradas em nomes de terceiros. O senador nega qualquer irregularidade e afirma que todas as transações foram declaradas à Receita Federal. Por determinação do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), os três deverão apresentar documentos à Polícia Federal para justificar as movimentações.

Registrado em nome de Ademir Francisco dos Santos e Eufrida Maria Jesus dos Santos, o posto de combustíveis Petro Rios Comércio Derivados de Petróleo depositou R$ 800 mil na conta de Márcia Cristina Argello, em junho de 2012, sacados em espécie. O valor foi recebido em uma lotérica de propriedade da família do senador, segundo o Coaf.

A mulher do senador depositou R$ 675,8 mil em favor do Sindicato Rural de Santa Cruz de Monte Castelo, no Paraná, que também foi beneficiado por uma transferência de R$ 262,6 mil feita por Jorge Argello Júnior, em 2011. A reportagem entrou em contato com os proprietários do posto, mas não os encontrou para comentar o assunto. No sindicato, ninguém atendeu aos telefonemas....

Sociedade ativa

Gim Argello tem sociedade ativa em duas empresas registradas no DF — a Argelo & Argello, constituída em 1980, e a Garantia Imóveis, em 1995. Em 2008 e em 1998, ele desfez, respectivamente, as sociedades com uma distribuidora de pneus e peças automotivas, a Radial, e com uma empresa de serviços postais, a Garantia Serviços Postais, que também já teve Márcia Cristina como sócia.

Atualmente, a mulher do senador é sócia da Garantia Transportes Rodoviários e da RR Serviços Postais e Telemáticos. Márcia também figurou como acionária da Garantia Imóveis, extinta em 2000; da Grid Pneus e Serviços Automotivos, até 2005; da LBL Valor Incorporação e Construções, até 2006; e da Terraforte Empreendimentos e Participações, até 2009.

A Terraforte foi beneficiada com um depósito de R$ 1 milhão das contas de Jorge Argello Júnior. O filho de Gim é sócio da empresa e da Camisa 10 Imóveis. Ele tem 22 anos e também já integrou a sociedade da Garantia Pneus e Serviços Automotivos e da Grid Pneus e Serviços Automotivos, até 2008; e da Radial Distribuidora e Representação de Pneus e da Rádio AMJ, até 2010. É dele a maior parte das transações sob investigação — R$ 14,3 milhões entre 2008 e 2012 (leia quadro). Segundo o Coaf, a renda de Jorge Argello Júnior seria de R$ 6,5 mil, incompatível com as movimentações.

Entre os valores, Jorge depositou, em 2010, R$ 900 mil nas contas da Caenge Construção Ltda. A empresa tem contratos com o GDF que somam R$ 102 milhões, inclusive para o recolhimento de lixo, por meio da Valor Ambiental. A Caenge foi procurada para comentar o depósito, mas o responsável não foi encontrado pela reportagem.

Movimentações

Com empresas

Total: R$ 3,9 milhões » 2012 — Petro Rios Comércio Derivados de Petróleo Ltda depositou R$ 800 mil na conta de Márcia Argello » 2011 — Jorge Argello Júnior depositou R$ 262,6 mil na conta do Sindicato Rural de Santa Cruz de Monte Castelo » Período não identificado — Márcia Argello depositou R$ 675,8 mil na conta do Sindicato Rural de Santa Cruz de Monte Castelo » 2010 — Jorge Argello Júnior depositou R$ 900 mil na conta da Caenge Construção Ltda. » Não identificado — Rádio AMJ depositou R$ 285,9 mil nas contas de Luiz Estevão de Oliveira e seus familiares » 2011 — Jorge Júnior depositou R$ 1 milhão para a Terraforte Empreendimentos e Participações

Transações de Jorge Argello Júnior

Total: R$ 14,3 milhões » Fevereiro a setembro de 2010 — Movimentação de R$ 2,7 milhões em sua conta » Fevereiro a setembro de 2010 — Aplicações no total de R$ 3 milhões » Maio de 2012 — Saque em espécie de R$ 1 milhão » Setembro de 2009 a fevereiro de 2010 — Beneficiário de depósito de R$ 971,7 mil » Setembro de 2009 — Aplicação no valor de R$ 1 milhão » Outubro de 2008 — Beneficiário de depósito de R$ 143 mil » Abril de 2008 — Saque de R$ 100 mil » Abril de 2008 — Saque de R$ 1,2 milhão » Setembro de 2010 a maio de 2012 — Movimentação de R$ 2,8 milhões » Maio de 2011 — Saque de R$ 1 milhão fora de seu domicílio em carro forte » Abril de 2012 — Transferência de R$ 250 mil em sua conta » Agosto de 2012 — Saque de R$ 200 mil

Transações de Gim Argello

Total: R$ 1,2 milhão » Maio de 2001 — Movimentação de R$ 1,1 milhão » Fevereiro de 2010 — Saque de R$ 100 mil

Total movimentado: R$ 19,4 milhões

Fonte: Coaf / Ministério da Fazenda