18jul/130

Novo hotel cinco estrelas gerará quase mil empregos no DF

Expectativa é que empreendimento esteja pronto até a Copa do Mundo de 2014 e atenda 800 hóspedes

novo hotel

Agência Brasilia

 O contrato de financiamento para a construção de um novo hotel cinco estrelas em Brasília, que gerará 250 empregos diretos e 720 indiretos, foi assinado hoje no Palácio do Buriti e representa o maior investimento do Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO) no setor de Turismo.

"Estamos satisfeitos com essa assinatura, que será mais um equipamento que servirá para atender melhor os turistas. Temos uma série de atividades na agenda turística de Brasília, que precisará de locais para suprir essa demanda", declarou o governador Agnelo Queiroz ao assinar o contrato.

O empreendimento, em construção no Setor Hoteleiro Norte, atenderá principalmente executivos em viagem a Brasília, com 306 apartamentos e capacidade para cerca de 800 hóspedes.

Além disso, o prédio será construído com base na arquitetura da capital federal ao utilizar pilotis -o projeto arquitetônico é do paulista Isay Weinfeld, responsável por obras premiadas como o Hotel Fasano e a Livraria da Vila, em São Paulo.

A previsão do grupo Brasília Empreendimentos é concluir a obra até junho do próximo ano, época da Copa do Mundo de 2014.

"(O hotel) é mais um equipamento de extrema qualidade e relevância para o turismo do DF, e certamente vai contribuir para receber melhor os turistas na Copa do Mundo", enfatizou o representante do Ministério do Turismo, Márcio Vantil.

Para o secretário de Turismo, Luiz Otávio Neves, o empreendimento atenderá uma demanda reprimida na capital: "O ambiente favorável de eventos em Brasília no próximo ano favorece mais ainda a criação do hotel".....

FINANCIAMENTO – O contrato de concessão prevê um financiamento feito pelo FCO, por meio do Banco do Brasil, de R$69 milhões.

"É uma quebra de paradigma no que era feito no setor de Turismo, e estamos empenhados em disseminar mais as oportunidades do FCO para apoiar negócios viáveis e que geram emprego e renda", explicou a superintendente regional do Banco do Brasil, Marília Prado de Lima.

Em três meses, 4.233 empresas dos mais diferentes segmentos e tamanhos conseguiram recursos do FCO para crescer e ampliar a geração de emprego e renda para o DF - juntos, tais empreendimentos receberam R$230 milhões.

A facilitação do acesso ao crédito foi estabelecida pelo governador Agnelo Queiroz em abril, ao anunciar um aumento de 33% (R$1,04 bilhão) do valor disponível para este ano.

Também estavam presentes na assinatura do contrato o secretário de Desenvolvimento Econômico, Gutemberg Uchôa; representantes de Brasília Empreendimentos, Ana Paula Ernesto, Luis Antônio Betiol e Luis Renato Betiol; o gerente da Superintendência de Negócios, Varejo e Governo, Lauro Carvalho; e o subsecretário de Investimentos Estratégicos e Negócios Internacionais, Apolinário Rebelo, entre outras autoridades.