22mar/160

Oito dos 24 deputados mudam de partido após ‘janela’ na Câmara do DF

Prazo de um mês terminou no sábado; partidos da base foram reforçados.Desde janeiro de 2015, metade dos gabinetes passou por alguma alteração

 Mateus RodriguesDo G1 DF
Sede da Câmara Legislativa do Distrito Federal (Foto: Raquel Morais/G1)

Sede da Câmara Legislativa do Distrito Federal (Foto: Raquel Morais/G1)

Oito dos 24 deputados da Câmara Legislativa do Distrito Federal aproveitaram a janela partidária encerrada no último sábado (19) para deixar a filiação antiga. Desde o início dos mandatos, em janeiro de 2015, metade dos parlamentares trocaram de legenda.

Quatro siglas sumiram da Casa (PTC, PRTB, PEN e PPL) e outras quatro formaram bancadas (PPS, Rede, PSB e PSD) – as quatro legendas que formam a base "mais próxima" do Palácio do Buriti.

O prazo para troca de partidos foi aberto em 18 de fevereiro, por uma proposta de emenda à Constituição (PEC) promulgada pelo Congresso Nacional como parte da reforma política. A deputada Luzia de Paula, que já havia deixado o PEN para se juntar à Rede, em outubro, trocou novamente de partido e foi para o PSB, de Rodrigo Rollemberg.

A sigla também recebeu o deputado Juarezão, ex-PRTB. O partido não conseguiu eleger nenhum distrital nas eleições de 2014, mas tem agora três parlamentares: Juarezão, Luzia e Roosevelt Vilela, suplente do distrital licenciado e secretário do GDF Joe Valle (PDT) empossado em outubro.

O PRTB também perdeu a deputada Liliane Roriz, que se juntou ao PTB, e não tem mais bancada na Câmara distrital. O PTB se manteve com único distrital porque Cristiano Araújo deixou a sigla para se filiar ao PSD do vice-governador do DF, Renato Santana.

A presidente da Câmara, deputada Celina Leão, deixou o PDT e se filiou ao PPS. Segundo ela, a mudança foi motivada pela insatisfação com os rumos do PDT nacional, que declarou apoio à presidente Dilma Rousseff e oposição ao impeachment. Na nova legenda, ela será colega de Raimundo Ribeiro, que deixou o PSDB após críticas ao diretório local.

O PR, que já contava com o deputado Renato Andrade (PR), recebeu a filiação de Agaciel Maia, ex-PTC. Apenas quatro partidos mantêm a mesma configuração desde 2014: SD, com Sandra Faraj; PHS, com Lira; PRB, com Julio Cesar, e PV, com Israel Batista.

Dos 24 parlamentares, dois seguiam sem filiação partidária até esta segunda-feira (21). A distrital Telma Rufino foi expulsa do PPL em agosto, após ser citada em investigação da Polícia Civil, e não se inscreveu em outro partido. No início de março, Robério Negreiros chegou a um acordo com o PMDB e deixou a legenda, em um processo que chegou a ser levado à Justiça – ele ainda não decidiu para onde vai.

As mudanças também aconteceram nas bancadas federais. Na Câmara, Rôney Nemer saiu do PMDB e se filiou ao PP. No Senado, os três representantes abandonaram as siglas antigas. Cristovam saiu do PDT e se filiou ao PPS (decisão que foi seguida por Celina Leão). Reguffe também abandonou o PDT, mas disse que pretende seguir sem partido. Hélio José, que assumiu mandato no PSD em 2014 e havia migrado para o recém-fundado PMB, agora está no PMDB. Veja abaixo como ficaram as bancadas.

Câmara Legislativa
Trocaram de partido na janela:
- Agaciel Maia (PR) (ex-PTC)
- Celina Leão (PPS) (ex-PDT)
- Cristiano Araújo (PSD) (ex-PTB)
- Juarezão (PSB) (ex-PRTB)
- Liliane Roriz (PTB) (ex-PRTB)
- Luzia de Paula (PSB) (ex-PEN e ex-Rede)
- Raimundo Ribeiro (PPS) (ex-PSDB)
- Robério Negreiros (sem partido) (ex-PMDB)

Trocaram de partido antes da janela:
- Chico Vigilante (PT)
- Telma Rufino (sem partido) (ex-PPL)
- Chico Leite (Rede) (ex-PT)
- Claudio Abrantes (Rede) (ex-PT)

Não trocaram de partido:
- Israel Batista (PV)
- Julio Cesar (PRB)
- Lira (PHS)
- Professor Reginaldo Veras (PDT)
- Rafael Prudente (PMDB)
- Renato Andrade (PR)
- Ricardo Vale (PT)
- Rodrigo Delmasso (PTN)
- Roosevelt Vilela (PSB) (suplente de Joe Valle, do PDT)
- Sandra Faraj (SD)
- Wasny de Roure (PT)
- Wellington Luiz (PMDB)

Câmara dos Deputados
- Alberto Fraga (DEM)
- Augusto Carvalho (SD)
- Erika Kokay (PT)
- Izalci (PSDB)
- Laerte Bessa (PR)
- Rogério Rosso (PSD)
- Ronaldo Fonseca (Pros)
- Rôney Nemer (PP) (ex-PMDB)

Senado
- Cristovam Buarque (PPS) (ex-PDT)
- Hélio José (PMDB) (ex-PSD e ex-PMB)
- Reguffe (sem partido) (ex-PDT)