29jun/120

Professores do GDF receberão auxílio saúde desde junho

Professores do Magistério da rede pública de ensino do Distrito Federal receberão auxílio saúde no valor de R$ 200, retroativo a 1ᵒ de junho. A conquista é parte do acordo firmado entre o governo e categoria, em maio, mas só foi possível graças a aprovação uma emenda da deputada distrital Eliana Pedrosa (PSD) ao PL 990/2012 nesta quinta-feira (28) na Câmara Legislativa.
 
No dia 19 de junho, o Poder Executivo encaminhou o PL para apreciação do Poder Legislativo. O texto dizia que esse pagamento de auxílio saúde seria pago apenas a partir da data de publicação da lei, o que provavelmente ocorrerá em julho. “Como no acordo os professores receberiam a partir de junho, o mesmo seria quebrado caso o projeto fosse aprovado da forma como chegou à Câmara Legislativa. E isso poderia levar à outra paralisação em setembro, quando os professores fazem nova assembleia”, explicou Eliana.
 
A parlamentar acompanhou o movimento grevista desde o início. Percebendo o equívoco do GDF, Eliana apresentou a emenda. Depois de muito debate, ela foi aprovada no plenário da Câmara Legislativa, o que garantiu o pagamento retroativo a junho. Outra emenda, no entanto, foi reprovada. Ela garantia a permanência do pagamento do auxílio saúde mesmo depois de implantado o plano de saúde dos servidores do GDF.
 
A greve dos professores durou 52 dias e só foi suspensa, em 2 de maio, depois de um longo processo de negociação entre a categoria e o Executivo. “Descumprir o acordo seria o mesmo que decretar uma nova greve e isso prejudicaria os 500 mil alunos que estudam na rede pública do DF. Espero que esse trabalho da Câmara possibilite a continuidade das aulas até o fim do ano letivo”, afirmou Eliana.

 

fonte: estaçãodanoticia