23maio/160

Saúde do DF diz ter vacinado 613 mil durante campanha contra H1N1

Número significa 4 mil pessoas a mais do que a meta estipulada, diz pasta.DF tem ao menos 138 casos de pacientes diagnosticados com a gripe

 Do G1 DF
Camapnha de vacinação contra H1N1 (Foto: Cláudio Nascimento/ TV TEM)

Doses de vacina usada na campanha contra H1N1 (Foto: Cláudio Nascimento/ TV TEM)

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou ter imunizado 613 mil pessoas durante a campanha de vacinação contra H1N1, que terminou na sexta-feira (20). O número representa 4 mil pessoas a mais do que a meta estipulada pelo Ministério da Saúde.

O objetivo da campanha era atingir 80% dos idosos, pessoas com doenças crônicas, trabalhadores da Saúde, gestantes, mães há menos de 45 dias, crianças menores de 5 anos, detentos e servidores do sistema prisional.

De acordo com a pasta, há 138 casos confirmados de pacientes diagnosticados com a doença no DF. São 21 a mais do que odivulgado na semana anterior.

Entre as crianças de até 14 anos, foram 19 casos. Entre adolescentes de 15 a 19 anos, quatro casos. Entre idosos, 20 casos. Desde o início do ano, 16 grávidas contraíram o tipo da gripe.

A Secretaria de Saúde também informou queapura a morte de uma décima pessoa que teria morrido com H1N1 neste ano.

Ao final da campanha de vacinação, foram priorizados os três grupos que ainda não apresentavam cobertura homogênea em todas as regiões administrativas: idosos, crianças de até 5 anos e grávidas. A vacina em clínicas particulares custa em torno de R$ 130.

H1N1

A prevenção é feita com hábitos de higiene, como proteger a boca ao tossir ou espirrar e sempre lavar as mãos. Os sintomas do H1N1 são semelhantes aos da gripe normal: febre, tosse seca e cansaço. O doente pode ainda ter infecção no sistema respiratório.

A imunização protege contra três tipos: H1N1, H2N3 e influenza B. A Secretaria de Saúde antecipou a campanha em uma semana depois de dizer que estava em alerta, já que os registros começaram antes do período de inverno.