26jul/130

Secretaria investiga compra de 180 lixeiras por R$ 139,9 mil no DF

Administração diz que unidade custou R$ 510 e que escolheu menor preço. Em loja, mesma lixeira custa R$ 300 já instalada e com impostos incluídos

Isabella Formiga/ Do G1 DF

A Secretaria de Transparência informou nesta quinta-feira (25) que instaurou uma auditoria para analisar a compra de 180 lixeiras pela Administração do SIA, no Distrito Federal, pelo valor de R$ 139,9 mil – cada unidade custou R$ 777. A aquisição foi publicada no Diário Oficial do DF desta terça-feira (23). O contrato está suspenso até a auditoria ser concluída.

A Administração do SIA informou que cada lixeira custou R$ 510. Segundo o administrador José Tenório, a diferença do valor será usada para pagar impostos, segurança, sinalização e direitos trabalhistas. Ele disse também que a lixeira tem capacidade para 70 litros, necessária para uma área movimentada como o SIA.

"Fizemos uma pesquisa de acordo com a necessidade da cidade, precisávamos de uma lixeira com capacidade maior, não só da capacidade, mas durabilidade. Fizemos pesquisa com quatro preços e comparamos os quatro preços com os praticados pelo governo do DF, pela Novacap, e aí sim fizemos a escolha do preço", disse.....

As novas lixeiras são iguais às que foram instaladas no Recanto das Emas no ano passado, ao custo de R$ 1,2 mil cada. Na época a administração regional justificou o preço por conta de impostos e instalação.

Em uma loja do Sudoeste, a mesma lixeira sai por R$ 300 a unidade já instalada, personalizada e com impostos, mostrou reportagem do DFTV nesta quarta (veja vídeo acima). Segundo um funcionário da loja, quando a aquisição é acima de cem unidades, o preço é reduzido.

Em auditorias semelhantes sobre compras feitas por outras administrações, a Secretaria de Transparência informou que já detectou problemas como sobrepreço, lixeiras em desacordo com especificações técnicas, e falhas no projeto de contratação.

Banheiro de R$ 146 mil Em junho, a secretaria abriu uma auditoria para investigar o preço da construção de um banheiro público na Feira dos Importados, no SIA, por R$ 146 mil – o dobro do valor de compra de um apartamento de dois quartos pelo programa Morar Bem, do GDF, no Riacho Fundo II.

A administração do SIA  informou que a auditoria foi concluída e teria atestado a lisura no procedimento, e que a obra deve ser retomada em algumas semanas. A secretaria de Transparência informou ao G1, no entanto, que a auditoria sobre o banheiro ainda está em andamento.