5set/120

Versões sobre a queda de Marcelo Piancastelli

Estação da Noticia - Circulam algumas versões sobre a saída do secretário da Fazenda do Distrito Federal, Marcelo Piancastelli, que seria do grupo do vice-governador Tadeu Filippelli. A primeira – vendida por alguns deputados da base governista – é a de que o secretário e o governador Agnelo Queiroz teriam entrado em zona de divergência sobre a cobrança de tributos  e a conciliação foi impossível.

A outra seria a execução da ideia de fundir a Secretaria de Fazenda com o Planejamento, o que fortaleceria Luiz Paulo Barreto como titular da nova pasta.

Já a versão que é visto por muitos como possível é a de  que Piancastelli foi demitido por pressão dos secretários Swedenberger Barbosa (Casa Civil) e Luiz Paulo Barreto (Planejamento).  Os dois teriam como estratégia trazer para o GDF o secretário-executivo do Ministério da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas. Ele já foi lembrado para ocupar a Casa Civil, mas teria declinado do convite.

O certo é que a versão verdadeira só pode ser contada pelos interlocutores da tomada de decisão do governador Agnelo Queiroz. Só que ninguém quer contar. Alguns dizem até desconhecer. Coisas de governo.