9ago/220

Eleições: Daniel Radar sentido com mudança para federal

Considerado um virtual deputado distrital eleito, Daniel Radar,  sentiu o golpe na mudança de plano eleitoral do partido com relação à seu nome.

Segundo apurou o blogdogbu o pré-candidato chegou a chorar com toda a situação e recebeu manifestações de apoio de aliados mais próximos.

Com toda essa situação e com as últimas informações,  dar a entender que Daniel Radar não teve escolha a não ser disputar uma vaga de deputado federal.

O mistério está lançado e com a palavra Daniel Radar...

Redação

9ago/220

Brazlândia : Arruda e Flávia Arruda são recebidos por aliados em grande estilo na cidade

Brazlândia abraça o projeto de Arruda federal e Flávia Arruda Senadora

 

O ex-governador José Roberto Arruda e sua esposa a deputada federal Flávia Arruda foram recebidos por uma multidão na cidade de Brazlândia em evento no Setor de chácara no Setor Tradicional da cidade.

O encontro mostrou a força da família Arruda dentro da região que ouviram atentamente o projeto de eleger Arruda na Câmara Federal e Flávia Arruda para o Senado federal.

Estiveram presente ao bate papo com Arruda e Flávia Arruda em Brazlândia, o administrador regional da cidade, Marcelo Gonçalves, pré-candidatos da região a distrital, o deputado Iolando Almeida e a pré- candidata a vice governadora na chapa de Ibaneis, Celina Leão.

O ex-governador Arruda declarou a sua alegria ao sair do encontro;" Saio feliz pela a receptividade e vimos um encontro nessa noite aqui em Brazlândia de quantidade com qualidade", salientou Arruda.

A futura Senadora Flávia Arruda ressaltou o entusiasmo do público;" É muito importante rever amigos e sentir esse apoio que eu e Arruda estamos recebendo. Só tenho que agradecer por tudo e reafirmar meu compromisso com Brazlândia ", disse a deputada Flávia Arruda.

A deputada federal Celina Leão saiu em um entusiasmo de campanha do evento em Brazlândia;" Essa comunidade sempre foi assim; calorosa e com disposição de Leão.  Vejo em cada olhar no encontro de hoje que estamos no caminho certo. Obrigado Brazlândia!", salientou Celina Leão.

O distrital Iolando Almeida falou do compromisso de Flávia Arruda e de seu trabalho na defesa de Brasília;" A nossa futura Senadora Flávia Arruda sempre esteve ao lado de Brazlândia.  Garantiu recursos e seu mandato sempre esteve à disposição da nossa cidade", disse Iolando.

 

Redação

8ago/220

Vem aí a 2° edição do Passeio Ciclístico do Morango em Brazlândia

A Gerência de Esportes da Administração Regional de Brazlândia irá promover o 2° Passeio Ciclístico do Morango.

O passeio que é contemplativo inicia na Casa do Turismo localizado no Lago Veredinha, faz o percurso até a Festa do Morango com pausa para lanches, reposição de água, entrega de medalhas e finaliza retornando para Casa do Turismo.

A iniciativa vem com intuito de valorizar os pontos turísticos da cidade e incentivar o esporte pensando em saúde e bem estar.

O evento que está em sua segunda edição foi bem recebido pelos ciclistas, o que por consequência, deu origem ao 1° Passeio Ciclístico da Goiaba e o Passeios Ciclístico em comemoração aos 89 anos de Brazlândia.

A Administração Regional vem exercendo um trabalho constante visando oferecer melhor qualidade de vida para seus moradores e frequentadores.

Os passeios contam com a participação de diversos grupos de ciclismo. No Passeio ciclístico da Goiaba foram realizadas mais de 243 inscrições.

A inclusão dos passeios ciclísticos é uma forma de apoiar novas modalidades de esporte na cidade.

Brazlândia é um dos destinos preferenciais de praticantes da modalidade. Há uma quantidade considerável de pessoas de outras cidades que fazem ciclismo em Brazlândia, sobretudo por causa das belezas naturais e das cachoeiras.

A administração de Brazlândia está buscando meios de incentivar a pratica de visitação aos pontos turísticos das mais diversas formas e conta com apoio da comunidade participando em iniciativas que busquem essa pratica e interação.

Na segunda semana do mês de agosto será divulgado o edital para quem tiver interesse em participar do passeio. É possível acompanhar todas as atualizações e novidades da 26° Festa do Morango através das redes sociais no instagram: @festadomorangodebrasilia.

6ago/220

Eleições: PO topa o desafio e é confirmado na disputa ao GDF

Deputada Federal Paula Belmonte, Paulo Octávio e Luís Felipe Belmonte. Foto: Delmo Menezes / Agenda Capital.

Em seu discurso, “PO” se coloca como herdeiro político de JK e Roriz

Por Delmo Menezes para o Agenda Capital

Em evento que reuniu mais de 2.000 pessoas na tarde desta sexta-feira (5/8) no Brasília Palace, o empresário e ex-vice-governador Paulo Octávio (PSD) se lançou na corrida ao Palácio do Buriti. O nome dele foi aprovado na convenção do PSD, partido do qual é presidente no DF. Para o vice foi confirmado o nome de Luís Felipe Belmonte, empresário, advogado e presidente do diretório regional do PSC-DF.

André Kubitschek, filho de Paulo Octávio e pré-candidato a deputado federal, foi um dos primeiros políticos a chegar ao evento. Recebido com festa pelos apoiadores que estavam do lado de fora do Salão Athos Bulcão, por ali ficou para esperar o pai, que, ao lado da esposa Anna Christina Kubitschek, chegou por volta de 14h30.

Mais de 2.000 mil pessoas lotaram o Brasília Palace no evento que ratificou o nome de Paulo Octávio na corrida ao GDF. Foto: Delmo Menezes / Agenda Capital.

Durante o discurso a apoiadores, logo após ser confirmado como postulante ao cargo de governador do DF, Paulo Octávio enalteceu JK, a quem chamou de “o maior presidente de todos os tempos”. O empresário é casado com Anna Christina Kubitschek, neta do ex-presidente. 

Paulo Octávio ainda elogiou os governos de Joaquim Roriz, que teve a sogra dele, Márcia Kubitschek, no cargo de vice. À época, Paulo Octávio foi eleito deputado federal pela mesma coligação. O governador Ibaneis Rocha (MDB), que será adversário do empresário em outubro, também é desse grupo político, assim como o ex-governador José Roberto Arruda (PL), de quem Paulo Octávio foi vice.

Foto: Delmo Menezes / Agenda Capital

“Quando entrei na política, 1990, tive a grande alegria de fazer parte dessa chapa. Foi quando nasceram as grandes obras da nossa cidade. Surgiram Samambaia, Riacho Fundo, Paranoá e Recanto das Emas, que abrigaram as pessoas que estavam morando na rua ou não tinham onde morar. Foram milhares de moradias entregues naquele período”, lembrou o empresário.

Paulo Octávio e o deputado distrital Cláudio Abrantes. Foto: Delmo Menezes / Agenda Capital

“Hoje a minha vida muda. Quando falei que iria me lançar candidato ao GDF, muitos duvidaram. Diziam o Paulo é um bom empresário, mas não vai deixar a vida empresarial para ser candidato e governar a cidade. Graças a um chamado de Deus, que tocou meu coração e da minha família, minha mulher. Eu atendi. Sou candidato e vou ganhar essa eleição”, afirmou.

“Para aqueles que não acreditaram: quando hoje assistirem pelas televisões a nossa festa, verão um candidato que fala firme: sou candidato e vou ganhar. Nos meus 72 anos, aceito esse desafio que os amigos do partido me impõem. Da mesma forma que trabalhei a minha vida toda, eu vou dedicar os próximos quatro anos a essa cidade”, disse Paulo Octávio.

Fonte: Agenda Capital

6ago/220

Eleições: Grupo de Jaqueline Silva respeita desistência de Daniel Radar para distrital

A deputada distrital Jaqueline Silva poderia tomar uma garrafa de vinho em comemoração à desistência do pré-candidato a distrital Daniel Radar pela cadeira na Câmara legislativa. Com esse ocorrido a parlamentar aumenta suas chances de reeleição.

segundo Daniel Radar Depois de muita avaliação ele decidiu fazer uma aposta maior e deverá ser o nome forte do União Brasil a deputado federal.

Com a saída de Daniel Radar o eleitorado dele poderá desaguar na candidatura da líder comunitária Vivian Nogueira.

A comunicação da parlamentar emitiu nota ao gbu declarando que a distrital Jaqueline Silva recebeu de forma respeitosa a decisão de Daniel Radar em buscar uma vaga na condição de candidato a federal

Nota da distrital Jaqueline Silva

Quanto a esta nota, solicitamos que a informação seja retificada nesse importante blogdogbu

A deputada Jaqueline Silva tomou conhecimento da decisão de Daniel Radar de disputar vaga na Câmara dos Deputados e, em contato telefônico, desejou que Daniel seguisse buscando seu sonho.

Defensora da democracia e ciente da importância da representatividade política, a deputada respeita o trabalho de Daniel e de todos que busquem o melhor para o Distrito Federal.

 

Redação

 

6ago/220

Conselho de Pastores oficializa apoio à Flávia Arruda e Ibaneis

"Contamos com a oração de vocês para seguir nos sustentando neste projeto de propósito por uma Brasília e um Brasil melhor", declarou Flávia Arruda ao agradecer o apoio.

O Conselho de Pastores Evangélicos do Distrito Federal lançou neste sábado (6) a Frente Cristã por Brasília e pelo Brasil, oficializando o apoio à candidatura ao Senado de Flávia Arruda e à reeleição de Ibaneis Rocha.

Durante o culto realizado na Assembleia de Deus do Lago Norte, Flávia destacou o compromisso do grupo com o Distrito Federal.

“Estamos juntos em um projeto de pessoas que trabalham pela cidade, que conhecem nossa população e vocês conhecem. Nós precisamos agora dar continuidade a tudo de bom que tem sido feito, como a regularização das igrejas e tantos projetos que trazem dignidade para as famílias”, reforçou Flávia Arruda, pré-candidata ao Senado.

O Conselho de Pastores reúne as principais lideranças cristãs do Distrito Federal há 51 anos.

“Contamos com a oração de vocês para seguir nos sustentando neste projeto de propósito por uma Brasília e um Brasil melhor”, declarou Flávia Arruda ao agradecer o apoio.

Fonte: Assessoria da Deputada Federal Flávia Arruda

6ago/220

Com decisão de Nunes Marques, Arruda, ex-governador do DF, volta a ficar elegível

Reprodução/Facebook
O ex-governador José Roberto Arruda (PL) voltou a ficar elegível depois de uma decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Kássio Nunes Marques desta sexta-feira (3). Com a liminar, as condenações de Arruda passam a tramitar na Justiça Eleitoral, desde o início novamente.
Os advogados do ex-governador entraram com dois recursos no STF nesta quinta-feira (3) pedindo a suspensão dos efeitos das duas condenações de Arruda por improbidade administrativa. As condenações são decorrentes da Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal. Em uma delas, Arruda foi considerado culpado pelo “Mensalão do DEM” e, em outra, por manter o pagamento contratado com uma empresa que não estava mais no governo.

“Em face do exposto, suspendo a eficácia do acórdão proferido pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios na Apelação Cível 0013595-14.2011.8.07.0001, restando restabelecidos os direitos políticos de José Roberto Arruda. Publique-se. Intime-se”, afirmou o ministro na decisão.

De acordo com o advogado do ex-governador, Paulo Emílio Catta Preta, a defesa vai aguardar o julgamento do STF sobre a nova Lei de Improbidade administrativa. "Ganhamos essa liminar. Agora é o registro e a campanha. É o que Arruda precisava para registrar a candidatura e pedir votos", disse Catta Preta.

Por nota, a equipe do advogado afirmou que a liminar do ministro "restabeleceu a constitucionalidade". "A decisão do ministro Kassio Nunes Marques restabeleceu a constitucionalidade e ordem na medida em que reparou uma ilegalidade flagrante contra os direitos políticos de um cidadão considerado legalmente elegível."

Em vídeo com apoiadores em Ceilândia, o ex-governador José Roberto Arruda comentou a decisão do STF. "O gente, eu estou aqui no Setor O com todos os amigos, e acabei de receber a notícia. Graças a Deus, saiu a liminar e eu posso ser candidato", comemorou o ex-governador.

6ago/220

Disputa ao Buriti – Convenção do PSD confirma candidatura de Paulo Octávio ao GDF

Empresário, deputado federal, senador, vice-governador e secretário de estado. Na bem-sucedida carreira corporativa e política de Paulo Octávio, falta apenas um posto, o de governador. Ideia sonhada por vários anos, ela começou a tomar corpo na tarde desta sexta-feira (5), quando o PSD, partido que preside no DF, indicou seu nome, por aclamação, para disputar a eleição deste ano. O vice será o advogado Luiz Felipe Belmonte, presidente do PSC-DF, suplente de senador e marido da deputada federal Paula Belmonte (Cidadania). O ex-desembargador Carlos Divino Rodrigues disputará o Senado.

Realizada no Brasília Palace exatos 44 anos após o incêndio que destruiu o hotel, a convenção reuniu 1.200 pessoas. Um dos primeiros políticos a chegar foi André Kubitschek, filho de Paulo Octávio e pré-candidato a deputado federal. Recebido com festa pelos apoiadores que estavam do lado de fora do Salão Athos Bulcão, por ali ficou para esperar o pai, que, ao lado da esposa Anna Christina Kubitschek, chegou por volta de 14h30. Os três foram direto, junto com os demais pré-candidatos, para o palco.

O primeiro a falar foi o deputado distrital Jorge Viana, que tentará novamente a vaga na Câmara Legislativa, defendendo a prioridade para a saúde. Na sequência, três candidatas mulheres discursaram: Andreia Salles, Dai Nasteoli e Deborah Carvalhido. Virgílio Neto, pré-candidato a deputado federal e um dos maiores defensores da candidatura de Paulo Octávio ao GDF, agradeceu a oportunidade de “estar em um palanque de gente do bem”, arrematando que “Brasília está sofrendo, com mais de 300 mil pessoas desempregadas e passando fome”. Para ele, a gestão acabou com Roriz. “Precisamos de um governador de verdade, que é o Paulo”, disse, recebendo muitos aplausos.

Já André Kubitschek fez um emocionante discurso. “Entramos nesta disputa como as melhores opções para o DF. Temos as melhores propostas e projetos. Modernizar a educação e o transporte público, regularizar a questão fundiária. Temos a melhor proposta para governar o DF e ela é sintetizada no nome de Paulo Octávio, homem preparado e com compromisso e história com Brasília. E ele merece, sim, ser o nosso próximo governador”, afirmou.

Outros candidatos a deputados federais também destacaram a importância de o partido comandar uma chapa nas eleições deste ano. Como os candidatos a deputado federal Coronel Charles Magalhães, para quem “PO aceitou o desafio para salvar Brasília”, e Doutora Gil, além do pastor Ibi Batista. “Este é o homem que precisamos hoje, porque ninguém construiu mais que Paulo Octávio”, disse.

Depois de ouvir apoios até mesmo de deputados distritais ligados a Ibaneis Rocha (MDB), como Robério Negreiros e Cláudio Abrantes, Paulo Octávio anunciou que já havia fechado acordo com Luiz Felipe Belmonte para disputar o GDF, recebendo aplausos dos presentes. Começou pedindo desculpas aos candidatos que não falaram e chamou para seu lado os distritais Jorge Vianna, Robério Negreiros e Cláudio Abrantes, junto com a esposa dele, Anna Christina Kubitschek, e a mãe, Wilma Pereira.

“Hoje a minha vida muda. Quando falei que iria me lançar candidato ao GDF, muitos duvidaram. Diziam o Paulo é um bom empresário, mas não vai deixar a vida empresarial para ser candidato e governar a cidade. Graças a um chamado de Deus, que tocou meu coração e da minha família, minha mulher. Eu atendi. Sou candidato e vou ganhar essa eleição”, afirmou. Aos 72 anos, ele se diz ter uma única certeza: “da mesma forma que trabalhei minha vida toda, dos 15 aos 72, vou dedicar os próximos quatro anos a essa cidade”. E quer fazer a diferença. “Farei um governo preocupado com os mais necessitados. Vamos manter todos os projetos sociais que estão em vigor. Mas vamos resgatar a geração de empregos”, disse.

Para isso, apresentou um plano com cinco objetivos. “No dia 30 de janeiro de 2023, vamos assinar, ao lado do setor produtivo, 10 mil carteiras de trabalho em um só momento. No 21 de abril, vamos levantar autoestima do nosso povo fazendo a comemoração dos 63 anos de Brasília com 1 milhão de brasilienses na Esplanada. Em 7 de setembro, vamos resgatar a questão das escolas profissionalizantes que o André sempre defende, com o lançamento de da pedra fundamental de cinco unidades. No dia 1° de novembro, lançaremos as obras da Interbairros e a construção dos hospitais do Recanto da Emas e da Estrutural”, disse.

Para concluir o primeiro ano de gestão, PO pretende, em 25 de dezembro, colocar uma placa no Aeroporto de Brasília. “Ele será o mais movimentado do Brasil, pois Brasília é a capital logística do país, está no centro da América do Sul. Vamos trazer os voos internacionais de volta e fomentar o turismo”, acrescentou, prometendo ainda que “a capital da esperança vai erradicar o analfabetismo”.

Aclamado pelos presentes, ele e André Kubitschek saíram do palco nos ombros de apoiadores e terminaram a tarde fazendo fotos com populares nos jardins do histórico Brasília Palace. Hotel que tem a força restauradora da fênix (pássaro da mitologia grega que ressurgia das próprias cinzas e que era capaz de carregar cargas pesadas enquanto voa) e renasceu dos escombros pelas mãos da equipe de Paulo Octávio. Brasília será a próxima fênix a renascer. E pelas mãos de PO. Metrópoles

5ago/220

União Brasil desiste de lançar Reguffe ao GDF: “Sem comprometimento”

Após indefinições, partido ressaltou que vai apoiar o governador Ibaneis Rocha como candidato à reeleição

Fotografia colorida de homem de terno escuro com mãos em cima de mesa marrom em frente a microfoneAndre Corrêa/Agência Senado

O partido União Brasil desistiu de vez da candidatura de José Antônio Reguffe ao GDF. Após novo recuo do senador para confirmar a candidatura, o presidente regional da sigla, Manoel Arruda, afirmou que o senador “não tem mais comprometimento” com a campanha.

Segundo disse Manoel em coletiva de imprensa na convenção do Republicanos, nesta sexta-feira (5/8), a hora da confirmação era na noite dessa quinta-feira (4/8). “O Reguffe sabia que o limite era esse. Diante da não confirmação, decidimos como partido apoiar Ibaneis (Rocha, governador do DF), mas nossa base está liberada para apoiar qualquer candidato”, afirmou o presidente regional da sigla, durante o lançamento da candidatura da ex-ministra Damares Alves ao Senado.

Mais cedo, o União Brasil divulgou nota se posicionando sobre o assunto. No texto, assinado pelo presidente Manoel Arruda, a sigla disse que confiava a Reguffe a posição de candidato ao Buriti, mas ressaltou que “nenhuma campanha ou partido são feitos de uma única pessoa ou liderança”.

Metrópoles

4ago/220

Em convenção, Reguffe deixa para esta 6ª decisão sobre candidatura ao GDF

Senador e o União Brasil passaram o dia com discursos distintos em relação à candidatura ao Palácio do Buriti

José Antônio Reguffe lança candidatura ao GDFGustavo Moreno/Metrópoles

Após diversas idas e vindas com relação à candidatura ao GDF, o senador José Antônio Reguffe compareceu à convenção regional do União Brasil, na noite desta quinta-feira (4/8) e, mesmo com clima de festa, não confirmou se disputará o pleito em outubro deste ano. Aos correligionários, ele quer “conversar amanhã [sexta-feira] com calma, com outros partidos para tomar a decisão final.”

Quando a gente assume compromisso na vida, é para sempre. Só vale a pena fazendo o certo, fazendo o que a população precisa e merece”, disse Reguffe, frustrando apoiadores que já davam como certo sua candidatura.

Idas e vindas

Horas antes de adiar mais uma vez a decisão sobre a discuta pela cadeira no Palácio do Buriti, Reguffe rebateu o próprio partido – que no meio da tarde havia confirmado o nome do senador na disputa ao GDF – e disse que só entraria na corrida eleitoral se tivesse controle total sobre sua candidatura. “Sem autonomia total, não vou. A qualquer preço, não serei candidato”, disse ele.

No mesmo dia, Reguffe deu outra demonstração de que não estava satisfeito com a legenda. Em vídeo publicado nas redes sociais, disse que o União Brasil dificultava a candidatura dele ao cargo majoritário. “Eu entrei na política por um ideal. Me foi oferecido também ser candidato a deputado. Acho que eu seria muito bem votado, mas não serei [candidato]. Neste momento, serei candidato a governador ou a nada. E, pelo visto, a nada”, afirmou o congressista na ocasião. Metrópoles

4ago/220

Reviravolta: Após vídeo, União Brasil lança candidatura de Reguffe ao GDF

Partido no DF publicou anúncio de senador como pré-candidato ao Buriti e, em seguida, excluiu postagem. Mais cedo, Reguffe compartilhou vídeo denunciando falta de apoio da sigla

 (crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
(crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

União Brasil do Distrito Federal anunciou a candidatura do senador José Antônio Reguffe (UB) ao Governo do DF. Em nota divulgada pelas redes sociais, o partido destaca que se mantém leal a "todos os compromissos firmados" com o senador, que se filiou à sigla em março. A confirmação será feita mais tarde nesta quinta-feira (4/8), na convenção regional do União Brasil.

Manoel Arruda, presidente do partido no DF, assina a nota. "Precisamos de um líder forte, corajoso, transparente e decidido, para que nós do União Brasil e os brasilienses possamos confiar para cuidar do povo do Distrito Federal", elogiou, no texto.

Na manhã desta quinta (4/8), Reguffe compartilhou um vídeo nas redes sociais denunciando a falta de apoio do próprio partido para seguir na corrida ao Palácio do Buriti. Na postagem, ele afirmou que o União Brasil não quer sua candidatura e chegou a dar um ultimato, com ares de previsão: “Serei candidato a governador ou a nada. Pelo visto, a nada.”

Correio web

4ago/220

União Brasil-DF deve negar legenda para Reguffe, que ficará fora das eleições 2022

Reguffe diz que se não for candidato ao GDF sairá da política temporariamente

Na quarta-feira (3), o União Brasil-DF, por meio do presidente Manoel Arruda, declarou apoio à reeleição de Jair Bolsonaro (PL), decisão tomada após Luciano Bivar desistir de concorrer à presidência e a regional do partido aqui no DF não aceitar o nome da senadora Soraya Thronicke, que é a nova aposta do partido para concorrer a presidência.

A novidade pode alterar as rotas na disputa ao governo do DF, caracterizando um sinal do União para apoiar a reeleição de Ibaneis Rocha (MDB), que é quem dará palanque para Bolsonaro no DF.

Até o momento o senador Reguffe era cotado para disputar o Palácio do Buriti. Uma fonte ligada ao União Brasil informou que existem vários motivos para o partido não garantir a legenda para Reguffe. Entre eles a demora em definir qual cargo disputaria e falta de definição da chapa majoritária.

Membros do partido querem participar das negociações que irão definir os rumos do partido nas eleições de 2022, mas Reguffe quer ter autonomia para definir a escolha de seu cargo, da formação da chapa majoritária, dentre outras negociações.

Reguffe também gostaria de ficar neutro em relação ao palanque nacional, fora da polarização Lula x Bolsonaro.

A convenção do União Brasil-DF ocorrerá nesta quinta-feira (4). O senador divulgou um vídeo, em suas redes sociais, em que ele diz que “eu serei candidato a governador ou a nada. Se eu tiver que sair da política, eu saio e dou um até breve de quatro anos, com muita dor, mas não serei candidato a outro cargo”.

Conectado ao poder